Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Banner estatico portal 960 x 100

Início do conteúdo da página

Serviço de Atenção Domiciliar

Doação de Sangue

| Publicado: Quinta, 22 de Outubro de 2015, 11h30 | Última atualização em Quinta, 18 de Maio de 2017, 11h44

Menu

  1. Doação de Sangue

1.1.    Hemocentros no Brasil

1.2.    Dúvidas frequentes

  1. Gestor e Profissional de Saúde

2.1.    Promoção da doação voluntária

2.2.    Programa Nacional da Triagem Neonatal (dúvida se o conteúdo principal fica em sangue ou saúde da criança)

2.3.    Programa Nacional de Qualificação da Hemorrede (PNQH)

2.3.1.Qualificação Profissional da Força de Trabalho da Hemorrede

2.4.    Programa de Avaliação Externa da Qualidade (AEQ) para a Hemorrede

2.4.1.Avaliação externa de Qualidade – Gabaritos

2.5.    Certificação ISSO 9001:2008

  1. Legislação
  2. Material de Apoio
  3. Contatos

5.1.     

 

1.    DOAÇÃO DE SANGUE

 

Cada doação de sangue pode salvar até quatro vidas. Isso porque o sangue doado é separado em diferentes componentes (como hemácias, plaquetas, plasma e outros), e assim poderá beneficiar mais de um paciente com apenas uma unidade coletada. Os componentes são utilizados para atendimentos de urgência, a realização de cirurgias eletivas de grande porte e o tratamento de pessoas com doenças crônicas, tais como doença falciforme e talassemia, e doenças oncológicas variadas que necessitam de transfusão frequentemente.

Para manter a autossuficiência sanguínea, o Sistema Único de Saúde depende de doações não remuneradas e voluntárias de sangue. O desafio é atrair novos doadores e fidelizar os voluntários regulares. Além das estratégias de âmbito nacional, a doação voluntária de sangue é promovida pelos estados em campanhas e articulações locais.

Há critérios que permitem ou impedem uma doação de sangue, que são determinados por normas técnicas do Ministério da Saúde, e visam à proteção ao doador e a segurança de quem vai receber o sangue.

 

Links relacionados

Hemocentros no Brasil

Dúvidas Frequentes

Programa de Triagem Neonatal

Orientações a Profissionais e Gestores de Saúde

 

1.1.  Dúvidas frequentes sobre doação de sangue

Etapas da doação

Captação de doadores

Identificação de candidatos

Informações preliminares e orientações à doação de sangue

Triagem clínica

Coleta de bolsas de sangue

Processamento do sangue total: produção e modificação de hemocomponentes

Armazenamento temporário até a liberação dos exames

Exames de qualificação do sangue do doador

Liberação dos hemocomponentes

Conservação dos hemocomponentes

Dispensação dos hemocomponentes

Ato transfusional: coleta de amostras e testes pré‑transfusionais; instalação e monitoramento das transfusões

O que é preciso para se tornar um doador de sangue

  • Apresentar documento oficial de identidade com foto (identidade, carteira de trabalho, certificado de reservista, carteira do conselho profissional ou carteira nacional de habilitação);
  • Estar bem de saúde;
  • Ter entre 16 e 69 anos, 11 meses e 29 dias;
  • Pesar mais de 50 Kg;
  • Não estar em jejum; evitar apenas alimentos gordurosos nas três horas que antecedem a doação.

 

 

 

O que pode impedir temporariamente a doação

  • Febre
  • Gripe ou resfriado
  • Gravidez
  • Pós-parto: parto normal, 90 dias; cesariana, 180 dias
  • Uso de alguns medicamentos
  • Pessoas que adotaram comportamento de risco para doenças sexualmente transmissíveis

Cirurgias e prazos de impedimentos 

  • Extração dentária: 72 horas
  • Apendicite, hérnia, amigdalectomia, varizes: três meses
  • Colecistectomia, histerectomia, nefrectomia, redução de fraturas, politraumatismos sem seqüelas graves, tireoidectomia, colectomia: 6 meses
  • Ingestão de bebida alcoólica no dia da doação
  • Transfusão de sangue: 1 ano
  • Tatuagem: 1 ano
  • Vacinação: o tempo de impedimento varia de acordo com o tipo de vacina

 

Quem não pode doar

  • Hepatite após os 11 anos de idade
  • Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças transmissíveis pelo sangue: hepatites B e C, Aids (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas
  • Uso de drogas ilícitas injetáveis
  • Malária

 

Quantas doações podem ser feitas, por ano

  • Homens: 60 dias (até 4 doações por ano)
  • Mulheres: 90 dias (até 3 doações por ano)

 

 

Doação segura

 

Na etapa da pré-triagem, são coletados dados físicos gerais do doador como pressão arterial, altura e peso, além da realização do teste para detectar anemia. Em seguida, o candidato a doador passa pela triagem clínica. Neste momento, ele responde a 40 perguntas sobre seu estado de saúde, alimentação, uso de medicação, hábitos de vida, entre outros temas. A sinceridade ao responder as perguntas do questionário que antecede a doação é importante para evitar a transmissão de doenças aos pacientes.

 

 

 

 

 

 

1.2.  Hemocentros no Brasil

 

NORDESTE

  • Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia - HEMOBA

Endereço: Ladeira do Hospital Geral, s/n - 2º andar - Brotas

CEP: 40286-240 - Salvador/BA

Telefone: (71) 3116-5690

E-maildireg.hemoba@hemoba.ba.gov.br

  • Centro de Hematologia e Hemoterapia de Alagoas - HEMOAL

Endereço: Av. Jorge de Lima, nº 58 - Trapiche da Barra

CEP: 57010-300 - Maceió/AL

Telefone: (82) 3315-2102

E-mailhemoal@saude.al.gov.br

  • Centro de Hemoterapia de Sergipe - HEMOSE

Endereço: Av. Tancredo Neves, s/nº - Capuxo

CEP: 49080-470 - Aracaju/SE

Telefone: (79) 3225-8003/3243-8065

E-mail: claudio.santos.fhs@gmail.com

  • Centro de Hematologia e Hemoterapia da Paraíba - HEMOÍBA

Endereço: Av. D. Pedro II, 1119 - Centro

CEP: 58013-420 - João Pessoa/PB

Telefone: (83) 3218-5690/3218-7601

E-mail: hemocentrodaparaiba@yahoo.com.br

  • Centro de Hematologia e Hemoterapia do Maranhão - HEMOMAR

Endereço: Rua 5 de Janeiro, s/nº - Jordoá

CEP: 65040-450 - São Luis/MA

Telefone: (98) 3216-1139/3216-1100/1106

E-mail: hemomar_ma@yahoo.com.br

  • Centro de Hematologia e Hemoterapia do Rio Grande do Norte - HEMONORTE

Endereço: Av. Alexandrino de Alencar, 1.800 - Tirol

CEP: 59015-350 - Natal/RN

Telefone: (84) 3232-6701

E-mail: hemodirecaogeral@rn.gov.br

  • Centro de Hematologia e Hemoterapia do Piauí - HEMOPI

Endereço: Rua 1º de Maio, 235 - Centro/Sul

CEP: 64.001-430 - Teresina/PI

Telefone: (86) 3221- 8319/3221-8320

E-mail: hemopi@hemopi.pi.gov.brdiretgeral@hemopi.pi.gov.brdirtecnica@hemopi.pi.gov.br

  • Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco - HEMOPE

Endereço: Av. Ruy Barbosa, 375 - Graças

CEP: 52011-040 - Recife/PE

Telefone: (81) 3182 4912

E-mail: presidencia@hemope.pe.gov.br

  • Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará - HEMOCE

Endereço: Av. José Bastos, 3.390 - Rodolfo Teófilo

CEP: 60.431-086 - Fortaleza/CE

Telefone: (85) 3101-2275

E-mail: diretoria@hemoce.ce.gov.brhemoce@hemoce.ce.gov.br

 

CENTRO-OESTE

  • Fundação Hemocentro de Brasília - FHB

Endereço: SMHN Quadra 03 Conj. A bloco 3 - Asa Norte

CEP: 70710-100 - Brasília/DF

Telefone: Fone: (61) 3327-4774/4447/3327-4462 /4464

E-mail: pr@fhb.df.gov.br

  • Centro de Hemoterapia e Hematologia de Goiás - HEMOGO

Endereço: Av. Anhanguera 5.195 - Setor Coimbra

CEP: 74.535-010 - Goiânia/GO

Telefone: (62) 3201-4585/3201-4858/3201 -4588

E-mail: maurosilvahemogo@hotmail.com

  • Centro de Hemoterapia e Hematologia de Mato Grosso - MT-Hemocentro

Endereço: Rua 13 de junho nº 1055 - Porto

CEP: 78020- 000 - Cuiabá/MT

Telefone: (65) 3623-0044 ramal: 232/3321-0351/3622-0856

E-mail: hemo@ses.mt.gov.brredehemo@ses.mt.gov.br

  • Centro de Hemoterapia e Hematologia de Mato Grosso do Sul - HEMOSUL

Endereço: Av. Fernando Correa da Costa, nº 1304 - Centro

CEP: 79004-310 - Campo Grande/ MS

Telefone: (67) 3312-1502     

E-mail: diretoria@hemosul.ms.gov.br

 

NORTE

  • Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas - HEMOAM

Endereço: AV. Constantino Neri, Nº 4.397 - Chapada

CEP: 69.050-001- Manaus/AM

Telefone: (92) 3655-0100/3655-0226/3656-0225

E-mail: presidencia@hemoam.am.gov.brhemoam@hemoam.am.gov.br

  • Centro de Hemoterapia e Hematologia de Roraima - HEMORAIMA

Endereço: Av. Brigadeiro Eduardo Gomes, 3418 - Campos do Paricarana

CEP: 69.310-005 - Boa Vista/RR

Telefone: (95) 2121-0859 /2121-0560

E-mail: hemoraima@yahoo.com.br

  • Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará - HEMOPA

Endereço: Tv. Padre Eutiquio, 2109 - Batista Campos

CEP: 66.033-000 - Belém/PA

Telefone: (91) 3225-2404/3242-6905 ramal: 338/339

E-mail: presidencia.hemopa@hemopa.pa.gov.br

  • Centro de Hematologia e Hemoterapia do Acre - HEMOACRE

Endereço: Av. Getúlio Vargas, nº 2787 - Bosque

CEP: 69.900-607 - Rio Branco/AC

Telefone: (68) 3228-1500/3228-1494

E-mail: hemoacre.saude@ac.gov.br

  • Instituto de Hematologia e Hemoterapia do Estado do Amapá - HEMOAP

Endereço: Av. Raimundo Álvares da Costa, s/nº - Centro 

CEP: 68908-170 - Macapá/AP

Telefone: (96) 3212-6289/3212-6139 ramal: 224 ou 243

E-mail: hemogab@hemoap.ap.gov.br

  • Hemocentro Coordenador de Palmas - HEMOTO

Endereço: Qd. 301 Norte, conj.02, Lt. 01

CEP: 77.001-214 – Palmas/TO

Telefone: (63) 3218-3285/3287

E-mail: hemocentro@saude.to.gov.br

  • Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Rondônia - FHEMERON

Endereço: Rua Benedito de Souza Brito, s/nº - Setor Industrial

CEP: 76.821-080 - Porto Velho/RO

Telefone: (69) 3216-5485

E-mail: presidencia@fhemeron.ro.gov.br

 

SUDESTE

  • Centro de Hemoterapia e Hematologia do Rio de Janeiro - HEMORIO

Endereço: Rua Frei Caneca, 08 - Centro

CEP: 20211-030 - Rio de Janeiro/RJ

Telefone: (21)2332-8620/2332-8611 – ramal: 2214

E-mail: gabdg@hemorio.rj.gov.br

  • Centro Estadual de Hemoterapia e Hematologia Marcos Daniel Santos - HEMOES

Endereço: Av. Marechal Campos,1468 - Maruípe

CEP: 29047-105 - Vitória/ES

Telefone: (27) 3636-7921

E-mail: hemoes@saude.es.gov.br

  • Fundação Centro de Hematologia e Hemoterapia de Minas Gerais - HEMOMINAS

Endereço: Rua Grão Para, 882 - Santa Efigênia

CEP: 30150-341 - Belo Horizonte/MG

Telefone: (31) 3768-7492/3768-7494

E-mail: gabinete@hemominas.mg.gov.br

  • Fundação Pró-Sangue Hemocentro de São Paulo

Endereço: Rua Dr. Ovídio Pires de Campos, 255 - 2º andar, sala 804 - Cerqueira César

CEP: 05403-905 - São Paulo/SP

Telefone: (11) 3061- 5544/4573-7645 R: 345

E-mail: dir.adm@prosangue.sp.gov.br

 

  • Coordenação da Hemorrede de São Paulo

Endereço: Rua Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 188 - 8º Andar, sala 804 - Cerqueira César

CEP: 05403-000 - São Paulo/SP

Telefone: (11) 3366-8287/3066-8447

E-mail: hemorrede@saude.sp.gov.br

 

  • Hemocentro da Faculdade de Medicina de Marília

Endereço: Rua Lourival Freire, nº 240 - Fragata

CEP: 17519-050 - Marília/SP

Telefone: (14) 3402-1866/3402-1868

E-mail: hemocentro@famema.br

 

  • Centro de Hematologia e Hemoterapia Hemocentro de Campinas -UNICAMP

Rua Carlos Chagas, 480 - Cidade Universitária "Zeferino Vaz" - Distrito Barão Geraldo

CEP: 13.083-878 - Campinas/SP

Telefone: (19) 3521-8740/8603/3521-8713

E-mail: hemocentro@unicamp.br

 

  • Hemocentro de Botucatu - HC/FMB - Hemocentro - Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu

Endereço: Distrito de Rubião Junior, s/nº - Campus da UNESP

CEP: 18.618-970  Botucatu/SP

Telefone: (14) 38116041  Ramal: 215/20

E-mail: hemocentro@fmb.unesp.br

 

  • Fundação Hemocentro de Ribeirão Preto

Endereço: Rua Tenente Catão Roxo, 2501 - Monte Alegre

CEP: 14.051-140 - Ribeirão Preto/SP

Telefone: (16) 2101-9319

E-mail: dimas@fmrp.usp.br

 

  • Hemocentro de Santos

Endereço: Rua Osvaldo Cruz 197 - Boquerão Santos

CEP: 11045-904 - São Paulo/SP

Telefone: (13) 3233-4265

E-mail: drs4-hemosantos@saude.sp.gov.br

 

  • Hemocentro de São José do Rio Preto

Endereço: Av. Jamil Feres Kfouri, 80 - Jardim Panorama

CEP: 15091-240 - São José do Rio Preto/SP

Telefone: (17) 3201-5053

E-mail: hemo.administracao@hospitaldebase.com.br

 

  • Hemocentro da UNIFESP

Endereço: Rua Doutor Diogo de Faria, 824 - Vila Clementino

CEP: 04037-002 – São Paulo/SP

Telefone: (11) 5539-7289/5539-2804/5576-4240

E-mail: jobordin@unifesp.br

 

  • Fundação Pró-Sangue Hemocentro de São Paulo

Rua Dr. Ovídio Pires de Campos, 255 - 2º andar - sala 804 - Cerqueira César

CEP: 05403-905 - São Paulo/SP

Telefone: (11) 3061- 5544/4573-7645 ramal: 345

E-mail: dir.adm@prosangue.sp.gov.br

 

SUL

  • Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná - HEMEPAR

Endereço: Travessa Joao Prosdocimo,145 - Alto da XV

CEP: 80.045-145 - Curitiba/PR

Telefone: (41) 3281-4000/3281-4024

E-mail: hemepar@pr.gov.br

  • Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina - HEMOSC

Av. Othon Gama D’Eça, 756 - Praça D. Pedro I - Centro

CEP: 88015-240 - Florianópolis/SC

Telefone: (48)3251-9800/3251-9788

E-mail: secretaria@fns.hemosc.org.br

  • Hemocentro do Estado do Rio Grande do Sul - HEMORGS

Endereço: Av. Bento Gonçalves, nº 3722 - Partenon

CEP: 90650-001 - Porto Alegre/RS

Telefone: (51) 3288-4069/4090

E-mail: hemorrede@fepps.rs.gov.br

 

2.    Gestor e Profissional da Saúde

 

O Ministério da Saúde desenvolve ações que promovem a disponibilidade e a qualidade de produtos hemoterápicos e hemoderivados no Brasil, por meio das linhas de atuação:

  • Elaborar, revisar e atualizar normas técnicas relativas ao sangue, necessárias às atividades hemoterápica;
  • Avaliar, fomentar e acompanhar o desenvolvimento técnico das atividades dos sistemas de sangue, componentes e hemoderivados relativos à medicina transfusional;
  • Promover assessoramento em hemoterapia aos integrantes do SINASAN e seus órgãos de apoio e;
  • Incentivar a promoção da doação voluntária de sangue e apoiar a pesquisa científica, acompanhando o desenvolvimento e implantação de novas tecnologias relacionadas ao sangue, componentes e hemoderivados.

Com o apoio da Hemorrede Nacional, ANVISA, Grupos de Assessoramento Técnico, órgãos da administração pública direta e indireta, universidades e sociedade civil, vêm atuando nas seguintes ações específicas para o aumento da segurança transfusional.

 

 

Teste NAT no SUS

O Ministério da Saúde disponibiliza a realização do teste, de forma centralizada em 14 Sítios Testadores (SIT-NAT), distribuídos pelo país e que devem seguir, juntamente com as unidades fornecedoras de amostras, as orientações previstas no manual Rotina dos Testes de Ácidos Nucleicos (NAT) em Serviços de Hemoterapia – Manual Operacional.

O kit NAT HIV/HCV brasileiro, desenvolvido por Bio-Manguinhos, tem como objetivo a detecção precoce dos vírus HIV e HCV, reduzindo o risco de transmissão desses agentes virais por transfusão, uma vez que reduz a janela imunológica. O teste é uma realidade para o Brasil, com sua disponibilização para 100% das bolsas de sangue coletadas no SUS. A Portaria Nº 2.712, de 12 de novembro de 2013 que redefine o regulamento técnico de procedimentos hemoterápicos, dispõe sobre a obrigatoriedade de realização do NAT para triagem de HIV e HCV em doadores de sangue. O Kit NAT HIV/HCV brasileiro, sob os aspectos científico e tecnológico, é atualmente um dos principais exemplos da política afirmativa do Ministério da Saúde no fortalecimento do incentivo ao desenvolvimento nacional, indo ao encontro às demandas públicas de desenvolvimento tecnológico em saúde.

Clique aqui e veja a lista dos 14 SIT-NAT e seus contatos.

 

 

2.1.  Fortalecimento da promoção da doação voluntária de sangue

A Coordenação-Geral de Sangue e Hemoderivados incentiva a doação voluntária de sangue por meio de diversas estratégias. Todas as ações partem do pressuposto de que a autossuficiência sanguínea depende de doações não remuneradas e voluntárias de sangue. Além das estratégias de âmbito nacional, a doação voluntária de sangue é promovida pelos estados em campanhas e articulações locais.

Assim, anualmente a Campanha Nacional de Doação Voluntária de Sangue tem o objetivo de aumentar o número de doações de sangue por meio do estímulo a novas doações e da fidelização dos doadores regulares. Sua veiculação se dá pelos principais meios de comunicação, inclusive nas mídias sociais. Além dessa Campanha Nacional, desde 2013, é veiculada a campanha “Torcedor Sangue Bom” junto às torcidas e times de futebol. Essa campanha é realizada sistematicamente, de forma regionalizada, é ativada em redes sociais e direcionada ao serviço de hemoterapia local e à respectiva agremiação esportiva da região.

 

2.2.  Nacional de Qualificação da Hemorrede – PNQH

 

O Programa Nacional de Qualificação da Hemorrede (PNQH) foi criado com o objetivo de fortalecer a quali­ficação técnica e gerencial da Hemorrede, com a implantação de melhoria contínua dos processos de trabalho, com maior cooperação e integração entre serviços públicos do país

Esse Programa é executado com o apoio de profissionais especialistas de referência nas áreas de Hematologia e Hemoterapia, proveniente da Hemorrede Pública Nacional, e compõem o Grupo de Avaliadores do PNQH.

Conheça o programa:

 

2.2.1.     Qualificação Profissional da Força de Trabalho da Hemorrede

A qualificação profissional é uma das estratégias estabelecidas pela CGSH para o aperfeiçoamento técnico e gerencial da Hemorrede Pública Nacional. O planejamento das atividades é norteado pelas lacunas identificadas nas visitas de avaliação, realizadas no âmbito do Programa Nacional de Qualificação da Hemorrede, o PNQH. O escopo das ações compreende eventos de atualização, aperfeiçoamento, discussão e pós-graduação.

Procurar exemplos de cursos etc

 

 

 

2.3.  Programas de Avaliação Externa da Qualidade (AEQ) para a Hemorrede

O Programa de Avaliação Externa da Qualidade (AEQ) tem promove o envio regular de avaliações práticas e teóricas para a hemorrede com fins de ensaios de proficiência. O objetivo do programa é analisar o desempenho dos serviços participantes, buscando a excelência dos resultados de triagem laboratorial dos doadores de sangue em sorologia, imuno-hematologia, teste do ácido nucleico (NAT) e controle de qualidade de hemocomponentes. Ele tem caráter educativo e preventivo.

 

Se o seu serviço de hemoterapia realiza atendimento para o Sistema Único de Saúde acesse aqui e saiba como solicitar a inclusão nos AEQs da Hemorrede.

 

Avaliação Externa da Qualidade – Gabaritos

 Acesse aqui os resultados das avaliações teóricas e práticas - Unidades Produtoras e Áreas de Abrangência – contatos

 

Gabarito do Programa AEQ Imuno-hematologia

Avaliações Teóricas

Avaliações Práticas

AEQ 13

AEQ 14

AEQ 20

AEQ 21

AEQ 15

AEQ 16

AEQ 22

AEQ 23

AEQ 17

AEQ 18

AEQ 24

AEQ 25

AEQ 19

AEQ 20

AEQ 26

AEQ 27

AEQ 21

AEQ 22

AEQ 28

AEQ 28 (HEMOAM)

AEQ 23

AEQ 24

AEQ 29

AEQ 29 (HEMOAM)

 

 

AEQ 29 (HEMOPE)

AEQ 30

 

 

AEQ 31

AEQ 32

 

 

AEQ 33

AEQ 34

 

 

Gabarito do Programa AEQ Sorologia

Avaliações Teóricas

Avaliações Práticas

AEQ 03

AEQ 04

AEQ 24

AEQ 25

AEQ 05

AEQ 06

AEQ 26

AEQ 27

AEQ 07

AEQ 08

AEQ 28

AEQ 29

AEQ 09

AEQ 10

AEQ 30

AEQ 31

AEQ 11

AEQ 12

AEQ 32

AEQ 33

AEQ 13

 

AEQ 34

AEQ 35

 

 

AEQ 36

AEQ 37

 

 

AEQ 38

AEQ 39

 

 

AEQ 40

AEQ 41

 

 

AEQ 42

AEQ 43

 

Gabarito do Programa AEQ Hemocomponentes

Avaliações Teóricas

Avaliações Práticas

AEQ 01

AEQ 02

 

 

AEQ 03

AEQ 04

 

 

AEQ 05

AEQ 06

 

 

AEQ 07

AEQ 08

 

 

 

Gabarito do Programa AEQ NAT

Avaliações Teóricas

Avaliações Práticas

AEQ 01

AEQ 02

AEQ 01

AEQ 02

AEQ 03

AEQ 04

AEQ 03

AEQ 04

AEQ 05

 

AEQ 05

AEQ 06

 

 

AEQ 07

AEQ 08

 

 

AEQ 09

AEQ 10

 

 

AEQ 11

AEQ 12

 

 

2.4.  Certificação ISO 9001:2008

 

 

A Coordenação-Geral de Sangue e Hemoderivados (CGSH/DAET), da Secretaria de Atenção à Saúde, manteve, pelo sexto ano consecutivo, a certificação do seu Sistema de Gestão da Qualidade na Norma ISO 9001:2008. Atualmente, a CGSH possui 08 (oito) processos no escopo de certificação: 1.Gestão de convênios para qualificação dos serviços de hematologia e hemoterapia;

2.Qualificação técnica da Hemorrede;

3.Coleta, sistematização e disponibilização de dados e informações relacionadas à área de sangue e hemoderivados;

4.Gerenciamento do desenvolvimento e manutenção de sistemas de informação;

5.Gerenciamento da demanda e fornecimento de pró-coagulantes;

6.Gerenciamento do programa de avaliação externa de qualidade (AEQ);

7.Promoção à doação voluntária de sangue;

Assessoramento técnico em gestão ambiental, equipamento e infraestrutura. Nesta 3ª visita de monitoração da recertificação, realizada em 2015 pela certificadora internacional BRTUV, a maturidade do Sistema de Gestão da Qualidade e o elevado nível de competência da equipe técnica da CGSH foram os destaques pontuados pela auditora externa, Sra.  Arilcélia Assumpção.
Prestar serviço  de  qualidade para Hemorrede  Pública Nacional e para  os usuários  do  Sistema  Único de Saúde –  SUS de  forma eficiente e com otimização  de  recursos, promovendo alto índice de  satisfação, é o maior objetivo da Coordenação.

 Ver se há link do certificado original

 

 

3.      Legislação

Regulamentos Federais - hemoterapia

Regulamentos Técnicos Específicos - hemoterapia

Ministério da Saúde – Política Nacional de Sangue

Notas técnicas -  Nota Técnica Conjunta 002-2016 zika e chikungunya_CGSH_ANVISA 

 

ANVISA – Regulamentos Sanitários

 

4.      Materiais de apoio

Programa de Avaliação Externa da Qualidade – AEQ

Guia Nacional de Gerenciamento de Estoque de Sangue em Situações de Emergência

Diretrizes brasileiras para o suporte hemoterápico seguro em eventos de massa

Implantação e Rotina dos Testes de Ácidos Nucleicos (NAT) em Serviços de Hemoterapia - manual operacional

5.      Contatos

 

Ministério da Saúde

Secretaria de Atenção à Saúde - SAS

Departamento de Atenção Especializada e Temática - DAET

Coordenação-Geral do Sangue e Hemoderivados - CGSH

Telefone: (61) 3315-6178
E-mail: sangue@saude.gov.br
SAF Sul – Quadra 2 – Lotes 5/6 Edifício Premium - Torre II – 2º andar – Sala 202
CEP: 70.070-600 Brasília – DF

registrado em:
Fim do conteúdo da página