Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Segurança do Paciente

Capacitações e Melhorias

Escrito por Leonardo | Publicado: Quarta, 06 de Abril de 2016, 17h28 | Última atualização em Quinta, 21 de Junho de 2018, 17h30

Ministério da Saúde desenvolve ações com vistas a promoção da segurança do paciente, por meio de medidas de educação e divulgação das boas práticas para profissionais de saúde, pacientes e acompanhantes e com ações preventivas como a implementação das seis metas da OMS.

Ministério da Saúde desenvolve ações com vistas a promoção da segurança do paciente, por meio de medidas de educação e divulgação das boas práticas para profissionais de saúde, pacientes e acompanhantes e com ações preventivas como a implementação das seis metas da OMS.

O Ministério da Saúde, em parceria com os Hospitais Certificados de Excelência, via Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS), realiza ações, por meio de projetos, para implantação do PNSP, disseminação da cultura de segurança, melhoria continua de processos e implementação de boas práticas. Esses projetos objetivam qualificar a gestão e governança, o desenvolvimento e qualificação dos profissionais atuantes e realização de pesquisas de interesse público em saúde.

Os projetos fornecem apoio à implantação dos NSP; à construção dos planos de segurança; à capacitação/qualificação de profissionais; além de estímulo à promoção da cultura de segurança com ênfase no aprendizado e aprimoramento organizacional; ao engajamento dos profissionais na prevenção de incidentes, com ênfase em sistemas seguros; e à implementação de protocolos, guias e manuais de segurança do paciente, além de estímulo a notificação dos Eventos Adversos (EA) com análises dos EA ocorridos.


 

O presente projeto propõe realizar um diagnóstico da estrutura e processos hospitalares para a construção de um plano de ação com vistas ao melhor desempenho dos fluxos e processos hospitalares priorizando áreas de pronto socorro, terapia intensiva e centro cirúrgico porém ressalta-se a importância de todo hospital inclusive áreas de apoio ao diagnóstico.

 

Objetivos Específicos:

  1.  Realizar diagnóstico situacional com foco na segurança do paciente, baseado Programa Nacional de Segurança do Paciente e Política Nacional de Atenção Hospitalar;
  2.  Apoiar o plano de ação com base nos principais pontos críticos, identificados no diagnóstico situacional;
  3.  Apoiar a adequação/implantação dos núcleos de segurança do paciente, e respectivos protocolos da política de segurança;
  4.  Apoiar no desenvolvimento das atividades relacionadas à implantação dos protocolos de segurança através do núcleo de educação permanente;
  5. Capacitar para gestão de processos assistenciais com foco nas linhas de cuidados (Infarto, AVC e Trauma);
  6.  Auxiliar na implantação e monitoramento dos indicadores de desempenho institucionais;

Download lista de hospitais

 

 

Tem como objetivo a Implantação/Qualificação do Programa nacional de Segurança do Paciente em instituições de saúde por meio de um projeto colaborativo com o desenvolvimento de ferramentas de gestão assistencial, estratégias de ensino aprendizagem e compartilhamento de práticas.

 

 

 

Objetivos específicos:

  •  Promover integração das instituições de saúde participantes para possibilitar a troca de experiências e aprendizado em conjunto;
  •  Desenvolver, compilar e qualificar ferramentas que apoiem atividades voltadas para a Segurança do Paciente;
  •  Formar profissionais com competências para executar Ciclos de Melhoria Contínua nos hospitais;
  •  Promover a implantação dos dispositivos do Programa Nacional de Segurança do Paciente em instituições de saúde, como o Núcleo de Segurança do Paciente e os Protocolos de Segurança do Paciente;
  •  Educar usuários do SUS sobre a importância da Segurança do Paciente;
  •  Desenvolver material educativo para apoiar a implantação do Programa Nacional de Segurança do Paciente.

Download lista de hospitais 

Materiais direcionados a pacientes: www.caminhosdaseguranca.hmv.org.br

Apoiar a reestruturação da gestão da assistência do SUS; Apoiar a Política de Humanização do SUS; fomentar a Qualidade e Segurança do Paciente como prioridade estratégica; Implantar a cultura da qualidade; Instrumentalizar a implementação de inciativas voltadas à Segurança do Paciente; Capacitar os profissionais em melhoria de processos; Aplicar a experiência, conhecimento e modelo do Hospital Alemão Oswaldo Cruz; e apresentar justificativa e a aplicabilidade, ressaltando sua relevância para as políticas de saúde no âmbito do SUS.

Objetivos Gerais:

  • Apoiar o Programa Nacional de Segurança do Paciente baseado na iniciativa do Ministério da Saúde (Portaria 529/13);
  • Apoiar a Política de Humanização do SUS;
  • Fomentar a Qualidade e Segurança do Paciente como prioridade estratégica;
  • Implantar a cultura da qualidade;
  • Instrumentalizar a implementação de iniciativas voltadas à Segurança do Paciente;
  • Capacitar os profissionais em melhoria de processos;

Objetivos específicos:

  1. Implantar e estruturar os Núcleos de Segurança do Paciente e as comissões obrigatórias de forma operativa;
  2. Sistematizar as ações de Qualidade e Segurança do Paciente como visita multiprofissional, implantação dos Protocolos básicos de Segurança do paciente, gerenciamento de notificações de eventos adversos;
  3. Apoiar a organização documental e desenvolvimento de organização de processos de gestão;
  4. Aperfeiçoar as práticas relacionadas a medicamentos no hospital;
  5. Apoiar o desenvolvimento do trabalho regional entre os hospitais e também com o gestor local;
  6. Realizar capacitações para instrumentalizar as melhorias e mudanças;
  7. Formar multiplicadores na instituição para o curso de Suporte básico e suporte avançado de vida;
  8. Aperfeiçoar a gestão e uso de indicadores para a gestão.

Download lista de hospitais

 

 

 

Objetivo geral

O projeto tem como objetivo avaliar a visita ampliada em UTI e fornecer subsídios para a continuidade do cuidado do paciente crítico após a alta hospitalar, contribuindo para a cultura de segurança e para a qualificação da assistência.

Objetivos Específicos

  • Avaliar a segurança da visita ampliada em UTIs;
  • Avaliar os potenciais benefícios da visita ampliada em UTIs em indicadores clínico-assistenciais;
  • Acompanhar prospectivamente as condições de saúde do paciente crítico após a alta hospitalar com ênfase na mortalidade, reinternação, funcionalidade e qualidade de vida relativa à saúde;
  • Avaliar o impacto de programas de assistência domiciliar destinados aos pacientes após a alta da UTI, na taxa de mortalidade, reinternação, funcionalidade e qualidade de vida relativa à saúde;
  • Desenvolver recomendações e ferramentas para a implantação segura de visita ampliada em UTIs;
  • Desenvolver recomendações e ferramentas para orientações das equipes de saúde, dos pacientes e dos familiares, para a transição do cuidado do paciente crítico após a alta hospitalar.

Download lista de hospitais


 

 

Fim do conteúdo da página