Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Banner estatico portal 960 x 100

Início do conteúdo da página

MINAS GERAIS: Saúde destina R$ 6 milhões para prestar apoio às vítimas da tragédia de Janaúba

Escrito por André | | Publicado: Sexta, 13 de Outubro de 2017, 18h00 | Última atualização em Sexta, 13 de Outubro de 2017, 18h04

Tempo áudio: 1’42’’

REPÓRTER: Para reforçar a assistência às vítimas do incêndio na creche Centro Municipal de Educação Infantil Gente Inocente de Janaúba, o Ministério da Saúde vai liberar 6 milhões de reais para o estado de Minas Gerais. Desse total, o município de Janaúba receberá dois milhões de reais. O Hospital Pronto Socorro João XXIII, unidade referência no tratamento de queimados em Belo Horizonte receberá dois milhões de reais. A unidade recebeu muitos feridos no incêndio. E a Santa Casa de Montes Claros, que também está atendendo as vítimas, vai receber os outros dois milhões de reais como reforço para a compra de equipamentos, medicamentos e insumos usados no tratamento a queimados. O ministro da Saúde, Ricardo Barros, visitou os hospitais de Janaúba e Montes Claros que prestam assistência às vítimas da tragédia.

SONORA: ministro da Saúde, Ricardo Barros

“Nós estamos aqui para externar a nossa solidariedade, que temos que ter em um momento difícil como esse e, evidentemente, tomar medidas práticas, efetivas, no sentido de que a gente possa dar condições de que o atendimento seja da melhor qualidade possível”.

REPÓRTER: Desde o dia da tragédia, o ministro Ricardo Barros mantém contato com o prefeito de Janaúba. A equipe de saúde mental do Ministério foi acionada para, junto com as coordenações e serviços locais, oferecer apoio psicossocial e um plano de apoio às famílias. O incêndio na escola vitimou cerca de 40 pessoas. Foram registrados 11 óbitos. Treze pessoas estão internadas em Belo Horizonte em três hospitais e 10 pessoas estão internadas na Santa Casa de Montes Claros. O SUS oferece tratamento integral e gratuito às vítimas de queimaduras.

Reportagem, Luiz Philipe Leite.

registrado em:
Fim do conteúdo da página