Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

INFORME AS DOSES E ESTOQUES DAS VACINAS EM SEU MUNICÍPIO ATÉ 30/11

Início do conteúdo da página

Para combater as Fake News sobre saúde, o Ministério da Saúde, de forma inovadora, está disponibilizando um número de WhatsApp para envio de mensagens da população. Vale destacar que o canal não será um SAC ou tira dúvidas dos usuários, mas um espaço exclusivo para receber informações virais, que serão apuradas pelas áreas técnicas e respondidas oficialmente se são verdade ou mentira.

Qualquer cidadão poderá enviar gratuitamente mensagens com imagens ou textos que tenha recebido nas redes sociais para confirmar se a informação procede, antes de continuar compartilhando. O número é (61)99289-4640

>> Leia o regulamento e os termos de uso

>> Apresentação Fake News na Saúde feita pelo diretor da Ascom, Ugo Braga, no VIII Congresso Brasileiro de Enfermagem Pediátrica e Neonatal

falso verdadeiro
Escrito por Gustavo Frasão | | Publicado: Quinta, 28 de Fevereiro de 2019, 15h02 | Última atualização em Quinta, 28 de Fevereiro de 2019, 15h02

Olá! Essa informação é verdadeira. Vale ressaltar que são pesquisas iniciais - realizadas em laboratórios, e que o próprio Instituto Pasteur, que realiza a pesquisa, afirmou que ainda está em progresso, avaliando as condições da técnica em organismos vivos.

Os medicamentos antirretrovirais (ARV) surgiram na década de 1980 para impedir a multiplicação do HIV no organismo. Esses medicamentos ajudam a evitar o enfraquecimento do sistema imunológico. Por isso, o uso regular dos ARV é fundamental para aumentar o tempo e a qualidade de vida das pessoas que vivem com HIV e reduzir o número de internações e infecções por doenças oportunistas.

Desde 1996, o *Brasil distribui gratuitamente os ARV a todas as pessoas vivendo com HIV que necessitam de tratamento.* Atualmente, existem 22 medicamentos, em 38 apresentações farmacêuticas.

Saiba mais em: saude.gov.br/aids

registrado em:
Assunto(s):
Fim do conteúdo da página