Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

INFORME AS DOSES E ESTOQUES DAS VACINAS EM SEU MUNICÍPIO ATÉ 30/11

Início do conteúdo da página

Disponibilização do cloranfenicol 25mg/mL

Escrito por alexandreb.sousa | | Publicado: Quinta, 10 de Julho de 2014, 15h17 | Última atualização em Quinta, 10 de Julho de 2014, 15h17

Disponibilização do cloranfenicol 25mg/mL, suspensão oral para o tratamento da febre maculosa brasileira e outras riquetsioses, como medicamento do componente estratégico do Ministério da Saúde

 

A febre maculosa brasileira (FMB) é uma doença de importância para saúde pública por apresentar elevada letalidade e acometer a população economicamente ativa.

Por ser uma doença pouco conhecida e por não apresentar quadro clínico específico, como sinais patognomônicos, e considerando que os exames laboratoriais não tem resposta imediata, a terapêutica deve ser instituída precocemente diante da suspeita.

Dados do sistema de informação (SINAN) mostram que no período de 2007 a 2013, foram registrados 871 casos da FMB. Destes, 261 pacientes evoluíram para óbito, com uma taxa de letalidade média de 30%. Chama a atenção a região Sudeste do Brasil, onde a taxa de letalidade é de aproximadamente 50% e cerca de 10% dos casos confirmados para o período são crianças menores de 9 anos (SINAN/SVS/MS).

O fármaco cloranfenicol 25mg/mL, suspensão oral, utilizado na terapêutica da FMB, dada à baixa demanda comercial, deixou de ser produzido pelos laboratórios brasileiros. Diante desse cenário, o Ministério da Saúde passa a fazer a aquisição do cloranfenicol 25mg/mL, suspensão oral, por meio de importação e incluiu  FMB, no Componente Estratégico da Assistência Farmacêutica.

O uso do cloranfenicol 25mg/mL suspensão oral é exclusivo para o tratamento de casos suspeitos da FMB e outras riquetsioses conforme esquema terapêutico (Quadro 1). E deve ser utilizado diante dos primeiros sintomas da doença em casos leves e moderados de manejo ambulatorial, principalmente em crianças menores de nove anos.

 

Quadro 1: Esquema terapêutico recomendado para o tratamento da febre maculosa brasileira e outras riquetsioses com a utilização do fármaco cloranfenicol 25mg/mL, suspensão oral.

Adultos

Cloranfenicol

 

500 mg de 6 em 6 horas, por via oral,  o tempo de tratamento padrão é de 7 dias, mas pode ser optado por uma duração que inclua 3 dias adicionais após o término da febre. 

Crianças

Cloranfenicol

 

50 a 100 mg/kg/dia, de 6 em 6 horas, até a recuperação da consciência e melhora do quadro clínico geral, nunca ultrapassando 2,0 g por dia dependendo das condições do paciente. O tempo de tratamento padrão é de 7 dias, mas pode ser optado por uma duração que inclua 3 dias adicionais após o término da febre.

 

 

 

 

 

 

 

A distribuição do medicamento será feita às Secretarias Estaduais de Saúde (SES), para que seja disponibilizado à população no tratamento da FMB em áreas endêmicas da doença, e seu uso será condicionado a notificação do caso no SINAN, bem como apresentação de relatórios anuais com os referidos registros. Recomendam-se as SES a avaliação epidemiológica da doença, buscando o uso e distribuição racional do fármaco nas áreas endêmicas do Estado.

 

Fim do conteúdo da página