Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

INFORME AS DOSES E ESTOQUES DAS VACINAS EM SEU MUNICÍPIO ATÉ 30/11

Início do conteúdo da página

Oficina técnica sobre doenças prevalentes na população negra aconteceu em Salvador/BA

Escrito por alexandreb.sousa | | Publicado: Segunda, 30 de Outubro de 2017, 16h59 | Última atualização em Quarta, 22 de Novembro de 2017, 16h18

A atividade reuniu médicos e cirurgiões dentistas de todo o estado

Em alusão ao Dia Nacional de Mobilização Pró-Saúde da População Negra, foi realizada nos dias 27 e 28 a ‘Oficina Técnica de Médicos e Cirurgiões-Dentistas sobre Doenças Prevalentes na População Negra’ na sede da Associação Brasileira de Odontologia (ABO) em Salvador/BA. O evento é uma ação do Ministério da Saúde (MS), por meio da Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa (SGEP), em parceria com o Ministério dos Direitos Humanos, por meio da Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR), a Secretaria de Saúde do Município de Vera Cruz e a ABO.

Fotos: Caroline Oliveira

Fotos: Caroline Oliveira

Participaram do evento, o coordenador-geral substituto de Apoio ao Controle Social, à Educação Popular em Saúde e às Políticas de Equidade do Sistema Único de Saúde (SUS) do Departamento de Gestão Participativa e ao Controle Social da SGEP/MS, Marcus Peixinho, o secretário nacional da SEPPIR, Juvenal Araújo, a coordenadora-geral de Promoção da Igualdade Racial, Gabriela Cruz, a médica ginecologista e obstetra, Elizabeth Costa, o cirurgião-dentista da Escola de Aperfeiçoamento Profissional da ABO, Antônio Falcão, o presidente do Conselho Estadual de Saúde da Bahia, Ricardo Mendonça, o secretário de saúde do município de Vera Cruz, Antônio Pinto, o coordenador do Centro de Apoio Operacional em Defesa da Saúde, Rogério Queiroz e a coordenadora do Comitê Técnico Estadual de Saúde da População Negra na Bahia e membro do Comitê Nacional, Ubiraci Matildes de Jesus, entre diversos profissionais de saúde relatando estudos e experiências sobre as doenças mais acometidas na população negra.

O coordenador-geral substituto de Apoio ao Controle Social, à Educação Popular em Saúde e às Políticas de Equidade do SUS, Marcus Peixinho, destacou a importância dessa ação ser replicada nos estados. “Intensificar a escuta dos profissionais de saúde e as especificidades das experiências de seu estado é essencial para a consolidação dessas oficinas sobre a saúde integral da população negra em todo o território brasileiro. É preciso priorizar as pesquisas sobre as doenças mais acometidas nessa população para criarmos estratégias efetivas e políticas públicas de qualidade.”

Essa foi a primeira Oficina no estado, e teve como objetivo principal a construção de um mapeamento consolidado dos desafios e avanços nas doenças prevalentes na população negra para priorizar estudos e pesquisas na área, e fomentar a implementação da ‘Política Nacional de Saúde Integral da População Negra’, instituída pela Portaria nº 992, de 13 de maio de 2009, nos estados e municípios.

Temas como hipertensão arterial, triagem neonatal para doença falciforme, mortalidade materna e infantil, fisiopatologia da doença falciforme, manifestações bucais da anemia falciforme, atenção à saúde bucal na gestante, diabetes gestacional, violência obstétrica e assistência obstétrica foram abordados durante o encontro.

OFICINA NOS ESTADOS – A atividade é um desdobramento da ‘Oficina Técnica de Médicos sobre Doenças Prevalentes na População Negra’, ocorrida nos dias 23 de 24 de agosto na sede do Ministério da Saúde, em Brasília/DF, um trabalho conjunto do Ministério da Saúde e Ministério dos Direitos Humanos.

Por Caroline Oliveira, do Nucom SGEP
Atendimento à imprensa
(61) 3315-3580/2351/2745

 

SARAMPO - saiba como se prevenir
Fim do conteúdo da página