Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

INFORME AS DOSES E ESTOQUES DAS VACINAS EM SEU MUNICÍPIO ATÉ 30/11

Início do conteúdo da página

São José do Rio Preto (SP) recebe R$ 1,7 milhão para oncologia

Escrito por Tatiana Teles | | Publicado: Sexta, 03 de Novembro de 2017, 16h29 | Última atualização em Sexta, 03 de Novembro de 2017, 16h59

 

Hospital de Base passa a oferecer serviços de radioterapia e reforça os atendimentos em hematologia e oncologia pediátrica realizados pelo SUS, no município

A população de São José do Rio Preto (SP) contará com um reforço do Ministério da Saúde, direcionado ao Hospital de Base do município, hospital-escola ligado à Faculdade de Medicina de Rio Preto (Famerp). A unidade de saúde, que realiza atendimentos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), recebeu R$ 1,7 milhão para habilitação de serviços de Radioterapia, Hematologia e Oncologia Pediátrica. O recurso será transferido em parcelas mensais via Fundo Nacional de Saúde para o Fundo Municipal de Saúde, de acordo com Portaria Nº 2.846, publicada no Diário Oficial da União de 24 de outubro.

“O Hospital de Base não possuía antes da habilitação serviços de Radioterapia, o que significa que estamos ampliando o atendimento da população e a assistência oncológica para o município”, afirma o ministro Ricardo Barros. Em São José do Rio Preto existe ainda outro hospital que recebe pacientes com câncer, o Hospital da Irmandade Santa Casa de Misericórdia de São José do Rio Preto, habilitado como CACON (Centro de Assistência em Alta Complexidade em Oncologia)

Em 2016 o hospital de Base registrou 19.342 sessões de quimioterapia e 1.565 cirurgias oncológicas ao custo de R$22,1 milhões. Enquanto em 2017 foram feitas 17.771 sessões de quimioterapia e 984 cirurgias ao custo de R$10,13 milhões. Recentemente esse hospital recebeu R$1,35 milhão pela Rede Cegonha do Ministério da Saúde. A rede de cuidados instituída pelo Ministério da Saúde que incentiva o parto normal humanizado e intensifica a assistência integral à saúde das mulheres e crianças até dois anos na rede pública. 

ONCOLOGIA - O Ministério da Saúde aumentou os recursos investidos entre 2010 e 2016 em tratamentos oncológicos no país, passando de R$ 2,1 bilhões para R$ 3 bilhões. O montante foi investido em tratamento (cirurgias, radioterapias e quimioterapias). Somente em 2016, foram realizados 313 mil cirurgias oncológicas, 10,41 milhões de campos de radioterapia, 2,98 milhões de sessões de quimioterapia e, além de 4,1 milhões de mamografias e 8,7 milhões de exames Papanicolau.

Atualmente, existem 299 serviços habilitados para serviços em oncologia por meio do SUS no país, e, nos últimos sete anos, foram habilitados mais 39 novos hospitais. Por meio do Plano de Expansão dos Serviços de Radioterapia, já foram entregues cinco aceleradores lineares.

Por Carolina Valadares, da Agência Saúde
Atendimento à imprensa
(61) 3315- 3533 / 3580

 

Fim do conteúdo da página