Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
    Você está aqui:
  1. Página inicial
  2. >
  3. Últimas notícias
  4. >
  5. Agência Saúde
  6. >
  7. Novo equipamento de radioterapia dobrará número de atendimentos em Ijuí (RS)
Início do conteúdo da página

Novo equipamento de radioterapia dobrará número de atendimentos em Ijuí (RS)

Escrito por Tatiana Teles | Publicado: Sexta, 24 de Novembro de 2017, 14h28 | Última atualização em Sexta, 24 de Novembro de 2017, 17h38

Hospital de Caridade vai ampliar e qualificar os atendimentos em mais de 20 municípios da região. O ministro Ricardo Barros também visita os municípios Tenente Portela e Santo Augusto

A população de Ijuí (RS) e região recebe um reforço para ampliar o atendimento oncológico, garantindo mais agilidade no acesso ao tratamento. O Centro de Alta Complexidade em Oncologia (CACON) do Hospital de Caridade (HCI) ganha mais um acelerador linear. A estrutura onde, está instalado o novo aparelho, foi inaugurada nesta sexta-feira (24) pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros. O Ministério da Saúde investiu R$ 3,8 milhões, por meio de convênio, para a compra do equipamento, que é utilizado no tratamento de vários tipos de câncer. Com mais um acelerador disponível, o hospital conseguirá dobrar o número de atendimentos para pacientes de Ijuí e de 20 municípios da região. O Centro Oncológico atende em média cerca de três mil pacientes, que realizam sessões de radioterapia na unidade, sendo que 25% dos atendimentos são de pacientes de Ijuí e 75% de pacientes de outros municípios. Em 2016, foram realizados na unidade 76.533 procedimentos entre cirurgias de câncer, quimioterapia e outros exames. Para realização desses procedimentos o Ministério da Saúde disponibilizou R$ 22,8 milhões. Nesta gestão, o Hospital de Caridade foi contemplado com a liberação de R$ 259 mil de custeio para expansão da oferta dos serviços prestados à população. Ainda neste ano, a pasta empenhou R$ 7,9 milhões para a compra de um novo angiógrafo – aparelho usado para mapear veias e artérias do corpo humano – e um aparelho de ressonância magnética para a instituição. Esses recursos serão repassados por meio de convênio firmado com a Associação Hospital de Caridade Ijuí. Atualmente, o hospital não conta com equipamento de ressonância magnética. Com a aquisição, poderá ser usado no diagnóstico de alta definição dos órgãos internos. O convênio também prevê a aquisição de aparelho de anestesia para ressonância magnética e monitor multiparâmetros para ressonância magnética, que são obrigatórios para o funcionamento do equipamento de ressonância magnética. Nos últimos anos, observou-se uma crescente oferta da radioterapia no país. Em 2010, foram realizados 8,3 milhões procedimentos de radioterapia. Em 2016, foram 10,45 milhões, um aumento de 25,9%. Vale ressaltar que essa ampliação da assistência é resultado do investimento realizado pelo Ministério da Saúde na compra de aceleradores lineares, por meio de convênios. O Ministério da Saúde estuda a aquisição de outros 20 equipamentos por meio de aditivo ao contrato firmado em 2014 para a compra dos 80 aparelhos. Serão priorizados novos serviços, desconcentrando a oferta. Antes, a prioridade era a ampliação de serviços, em geral, nos grandes centros urbanos, mantendo o atendimento longe de parte da população. Os novos equipamentos que serão adquiridos viabilizarão uma economia de aproximadamente R$ 25 milhões em relação ao que era realizado por meio de convênios. TENENTE PORTELA – Ainda no Rio Grande do Sul, o ministro Ricardo Barros participa da inauguração da Unidade de Cuidados Intermediários (UCI)Neonatal no Hospital Santo Antônio, no município de Tenente Portela. A unidade atende 80% SUS e é Centro de Referência Regional em Oftalmologia, prestando atendimento para 54 municípios da região. A nova UCI Neonatal do hospital contará com 10 leitos convencionais e cinco leitos canguru. Além de atender a população de Tenente Portela, o Hospital também é referência para a população indígena do município vizinho de Redentora, com aproximadamente sete mil indígenas. No Centro de Reabilitação Visual, Física e Auditiva, mensalmente, são atendidos cerca de 350 novos pacientes para colocação de próteses de mão, perna, olho, entre outros. A unidade possui 121 leitos, sendo 93 SUS e atende nas especialidades de cardiologia, urologia, pediatria, traumatologia, infectologia, entre outras. SANTO AUGUSTO – O ministro também participou da inauguração da ampliação da estrutura física do Hospital Bom Pastor, no município de Santo Augusto.  O hospital, de gestão estadual, atende média e alta complexidade e é referência para sete municípios da região. O hospital possui 72 leitos, sendo 50 SUS. Atende nas especialidades de clínica médica, clínica cirúrgica, obstetrícia e pediatria. A unidade possui 100 profissionais, sendo 11 médicos que atendem SUS. Atualmente o Hospital Bom Pastor realiza pelo SUS, em média, 800 atendimentos por mês e cerca de 200 internações. Por Carolina Valadares e Nicole Beraldo, da Agência Saúde 
Atendimento à imprensa
(61) 3315-3174/3580

Fim do conteúdo da página