Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Todas as crianças de 6 meses a menores de 1 ano devem ser vacinadas contra o sarampo

Início do conteúdo da página

RET-SUS e Rede Federal EPCT da região nordeste se encontram em João Pessoa

Escrito por alexandreb.sousa | | Publicado: Terça, 14 de Novembro de 2017, 16h32 | Última atualização em Quarta, 09 de Maio de 2018, 16h59

Em pauta, o fortalecimento da educação profissional em saúde dominou as discussões entre as duas redes

Box Title

Fotos: Amilton Marques/Nucom SGTES Diretores e representantes da RET-SUS e da EPCT debatem o fortalecimento da educação profissional em saúde, em João Pessoa (PB)

Com o objetivo de contribuir para o fortalecimento da educação profissional em saúde, diretores e representantes da Rede de Escolas Técnicas do Sistema Único de Saúde (RET-SUS) e da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (EPCT) se encontraram, entre os dias 13 e 14 de novembro, para participarem da Oficina Regional de articulação entre as duas redes da região Nordeste, em João Pessoa (PB).

Na mesa de abertura do encontro, a coordenadora-geral de Ações Técnicas em Educação na Saúde (CGATES), Roberta e Souza, divulgou as principais ações de fortalecimento da educação profissional desenvolvidas pelo Deges, como o processo de atualização da Política Nacional de Educação Permanente em Saúde (PNEPS), e destacou a importância da aproximação entre as duas redes.

Na avaliação da coordenadora, a proposta do encontro regional é fomentar iniciativas para o fortalecimento da educação profissional por meio da articulação entre as duas redes, identificando as potencialidades de cada uma e em que uma poderá apoiar a outra. “A meta é fazer com que as duas redes se complementem no espaço regional, de forma a potencializar as ações relacionadas à educação profissional”, afirmou. 

Durante apresentação do panorama sobre a educação profissional em saúde da RET-SUS, a diretora da Escola Técnica de Saúde de Brasília (Etesb), Ena de Araújo Galvão, participante da Oficina a convite do Ministério da Saúde, fez um levantamento de dados sobre o surgimento das ETSUS e lembrou que as escolas passaram a existir em função da necessidade de qualificação dos trabalhadores do Sistema Único de Saúde. Em seguida, o assessor especial da Secretaria de Educação Profissional e Tecnologia (Setec), Franclin Nascimento, representando o Ministério da Educação, apresentou a Rede Federal EPCT e detalhou como o MEC avalia a parceria entre as duas redes.

O evento é uma iniciativa da Coordenação-Geral de Ações Técnicas em Educação na Saúde (CGATES), do Departamento de Gestão da Educação na Saúde (Deges), da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES), em parceria com a Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV/Fiocruz), que tem como principal meta aproximar as Escolas Técnicas do SUS e as instituições da Rede Federal EPCT. O próximo encontro das redes será no início de dezembro, com participantes da região sul.

Por Amilton Marques, do Nucom SGTES
Atendimento à imprensa 
(61) 3315-3580/2351/2745

 

Fim do conteúdo da página