Ir direto para menu de acessibilidade.
    Você está aqui:
  1. Página inicial
  2. >
  3. Últimas notícias
  4. >
  5. Agência Saúde
  6. >
  7. Paraíba recebeu R$ 303,8 milhões para assistência à saúde da população
Início do conteúdo da página

Paraíba recebeu R$ 303,8 milhões para assistência à saúde da população

Escrito por alexandreb.sousa | Publicado: Segunda, 11 de Dezembro de 2017, 14h03 | Última atualização em Segunda, 11 de Dezembro de 2017, 14h03

Recursos foram liberados na gestão do ministro Ricardo Barros. Em Campina Grande, o ministro anunciou que serão distribuídas 130 ambulâncias para municípios do estado

Os municípios da Paraíba vão receber mais 130 ambulâncias. O anúncio foi feito pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, neste sábado (09), durante encontro com os gestores e prefeitos no município de Campina Grande. Os recursos para Paraíba já contabilizam R$ 303,8 milhões recebidos, do Governo Federal na gestão de Ricardo Barros, para qualificar e ampliar os serviços oferecidos por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). Os investimentos foram na Atenção Básica, principal porta de entrada para o SUS, serviços de média e alta complexidade e a emendas parlamentares que estavam paradas desde 2014.

“Transparência e eficiência sempre foram os pilares da minha gestão e justamente por isso estou prestando contas do que foi feito até agora. Quero reforçar meu compromisso com a saúde da população, não apenas no estado da Paraíba, mas também em todas as regiões do Brasil. Estar à frente de um ministério complexo, como o da Saúde, demanda passos firmes. Os desafios ainda são grandes, mas já provei que é possível qualificar a saúde e fazer muito mais com os mesmos recursos”, destacou o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

Do total de R$ 303,8 milhões, foram destinados R$ 54,5 milhões à habilitação e/ou qualificação de 279 serviços e 134 leitos de média e alta complexidade que funcionavam sem a contrapartida do Governo Federal. Os recursos reforçam serviços como a Estratégia Rede Cegonha, Rede de Atenção Psicossocial, Saúde Bucal, Rede de Urgência e Emergência e outros serviços em diversas especialidades, pontos importantes e estratégicos para um bom atendimento à população. Apenas este ano, foram investidos R$ 15,6 milhões em todo o estado.

Além disso, em julho deste ano a pasta investiu R$ 5,5 milhões para reforçar a atenção básica dos municípios da Paraíba. O dinheiro refere-se à habilitação de 15 novos Agentes Comunitários de Saúde, 23 novas Equipes de Saúde da Família, 26 novas Equipes de Saúde Bucal e 10 novos Núcleos de Apoio à Saúde da Família. No quesito urgência e emergência, foram investidos entre 2016 e 2017 o montante de R$ 11,6 milhões anuais para habilitação ou qualificação de oito novas Unidades de Pronto Atendimento (UPA 24h), situadas nos municípios de Cajazeiras, João Pessoa, Santa Rita, Sousa, Patos e Bayeux.

EMENDAS PARLAMENTARES – Ano passado, foram pagos R$ 112,4 milhões, referentes a 471 propostas de emendas parlamentares em 153 municípios da Paraíba. Este ano, já foram liberados mais R$ 119,6 milhões para liberação de outras 718 emendas, beneficiando 201 municípios. Todas estavam aguardando autorização do Governo Federal desde 2014 e são voltadas para aquisição de equipamentos e materiais permanentes, aquisição de produtos médicos de uso único, custeio da Atenção Básica, manutenção de unidades hospitalares, reforma de unidade de atenção especializada em saúde e custeio de serviços de média e alta complexidade.

TIPO DE SERVIÇO

VALOR

Média e alta complexidade – habilitação/qualificação de serviços ou leitos que funcionavam sem contrapartida federal

R$ 54,5 milhões

Atenção Básica – habilitação de 15 novos Agentes Comunitários de Saúde, 23 novas Equipes de Saúde da Família, 26 novas Equipes de Saúde Bucal e 10 novos Núcleos de Apoio à Saúde da Família

R$ 5,5 milhões

Emendas parlamentares – liberação de 1.189 emendas que estavam paradas desde 2014

R$ 232,1 milhões

*Média e alta complexidade são procedimentos como transplantes, cirurgias cardíacas, oncológicas, ortopédicas, neurológicas, renais, órteses e próteses, leitos de UTI, entre outros.

Por Gustavo Frasão, da Agência Saúde
Atendimento à imprensa
(61) 3315- 3533 / 3580

Fim do conteúdo da página