Ir direto para menu de acessibilidade.
    Você está aqui:
  1. Página inicial
  2. >
  3. Últimas notícias
  4. >
  5. Agência Saúde
  6. >
  7. Novo Centro de Especialidades de Maringá foi inaugurado nesta sexta-feira
Início do conteúdo da página

Novo Centro de Especialidades de Maringá foi inaugurado nesta sexta-feira

Escrito por alexandreb.sousa | Publicado: Sexta, 15 de Dezembro de 2017, 17h16 | Última atualização em Sexta, 15 de Dezembro de 2017, 17h39

Ministro da Saúde, Ricardo Barros, participou da inauguração da unidade, que tem capacidade para realizar até 20 mil atendimentos por mês em diversas especialidades. Cerca de 800 mil pessoas serão beneficiadas

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, participou nesta sexta-feira (15) da cerimônia de inauguração do novo Centro de Especialidades de Maringá, no Paraná. Ao todo, foram investidos R$ 17 milhões pelo governo estadual para construção e aquisição de equipamentos da unidade, que será referência para consultas e exames de média e alta complexidade do município e outras 29 cidades que compõem a Regional de Saúde, abrangendo uma população de 800 mil pessoas.

O novo centro, que passa a ter sede própria, tem capacidade para fazer até 20 mil atendimentos por mês em diversas especialidades, como angiologia, cardiologia, dermatologia, endocrinologia, gastroenterologia, geriatria, ginecologia, nefrologia, neurologia, neurologia pediátrica, oftalmologia, otorrinolaringologia, pediatria, pneumonia, psiquiatria, além de uma variedade de exames clínicos, de imagem e laboratoriais.

Em 2016, o Ministério da Saúde repassou o valor de R$ 3 milhões para ampliar atendimentos, exames e cirurgias eletivas realizadas pelo Centro de Especialidades de Maringá. “Esses recursos já foram utilizados integralmente para realização do mutirão de cirurgias e exames e vamos continuar dando o apoio que for necessário. Com esse anúncio de hoje, estamos proporcionando mais conforto para funcionamento dessa grande estrutura de atendimento, que já existia e que agora está sendo ampliada”, observou o ministro. Segundo ele, o objetivo é salvar vidas e melhorar a qualidade de vida da população. “É uma construção permanente de conquistas que estamos conseguindo em todo o Brasil”, afirmou Ricardo Barros.

A nova estrutura física construída tem 4 mil metros quadrados. Ao todo, são 19 consultórios médicos, 07 consultórios odontológicos, 13 consultórios de equipes multiprofissionais (fisioterapia, fonoaudiologia, terapia ocupacional), 03 salas cirúrgicas e setor de imagem. Atualmente, o Paraná possui 20 centros de especialidades médicas, um em cada regional de saúde.

Em novembro, o ministro Ricardo Barros anunciou liberação de R$ 1 milhão para equipar o Centro de Especialidades, localizado em Londrina e administrado pelo Consórcio Intermunicipal de Saúde do Médio Paranapanema (CISMEPAR). A unidade também oferece consultas e exames especializados com equipe multiprofissional e cirurgias eletivas ambulatoriais

BALANÇO DE GESTÃO – Em 500 dias de gestão, os municípios do Consórcio CISAMUSEP, que tem Maringá como cidade polo, já contabilizam R$ 53,5 milhões em investimentos voltados para ampliação e qualificação dos serviços oferecidos por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). A verba beneficia a Atenção Básica, principal porta de entrada para o SUS, serviços de média e alta complexidade e emendas parlamentares que estavam aguardando aprovação desde 2014.

Do total de R$ 53,5 milhões, foram destinados R$ 22,6 milhões para habilitar e/ou qualificar 14 serviços e 52 leitos que funcionavam sem a contrapartida do Governo Federal. Os recursos reforçam serviços de média e alta complexidade, como a Estratégia Rede Cegonha, SAMU 192, Saúde Bucal, Rede de Urgência e Emergência e leitos de UTI. Apenas este ano, foram investidos R$ 20,1 milhões nos municípios do Consórcio CISAMUSEP.

Além disso, em julho deste ano a pasta investiu mais R$ 39 mil para reforçar a atenção básica do município de Flórida, com a habilitação de uma nova Equipe de Saúde Bucal, demanda antiga da população e da gestão local.

No que diz respeito às emendas parlamentares, foram pagos, entre 2016 e 2017, R$ 30,9 milhões para os 30 municípios do Consórcio CISAMUSEP. Ano passado, foram 16,1 milhões em empenhos, referentes a 84 propostas de emendas parlamentares, e este ano o valor já chega a cifra de R$ 14,8 milhões, referente a outros 109 projetos.

Todas estavam aguardando autorização do Governo Federal desde 2014 e são voltadas para aquisição de equipamentos e materiais permanentes, aquisição de produtos médicos de uso único, custeio da Atenção Básica, manutenção de unidades hospitalares, reforma de unidade de atenção especializada em saúde e custeio de serviços de média e alta complexidade.

Além de Maringá, integram o Consórcio CISAMUSEP os municípios de Itaguajé, Santa Inês, Santo Inácio, Paranacity, Colorado, Nossa Senhora das Graças, Lobato, Uniflor, Flórida, Santa Fé, Munhoz de Mello, Atalaia, Ângulo, Iguaraçu, Astorga, Nova Esperança, Presidente Castelo Branco, Mandaguaçu, Floraí, São Jorge do Ivaí, Ourizona, Paiçandu, Dr. Camargo, Ivatuba, Floresta, Sarandi, Mandaguari, Marialva e Itambé.

TIPO DE SERVIÇO

VALOR

Média e alta complexidade – habilitação/qualificação de serviços ou leitos que funcionavam sem contrapartida federal

R$ 22,6 milhões

Atenção Básica – habilitação de 01 nova Equipe de Saúde Bucal

R$ 39 mil

Emendas parlamentares – liberação de 193 emendas que estavam paradas desde 2014

R$ 30,8 milhões

*Média e alta complexidade são procedimentos como transplantes, cirurgias cardíacas, oncológicas, ortopédicas, neurológicas, renais, órteses e próteses, leitos de UTI, entre outros.

Por Gustavo Frasão, da Agência Saúde
Atendimento à imprensa
(61) 3315- 3533 / 3580

Fim do conteúdo da página