Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
    Você está aqui:
  1. Página inicial
  2. >
  3. Últimas notícias
  4. >
  5. Agência Saúde
  6. >
  7. Hospital Federal do Andaraí investe R$ 1 milhão em melhorias na oncologia e novos equipamentos
Início do conteúdo da página

Hospital Federal do Andaraí investe R$ 1 milhão em melhorias na oncologia e novos equipamentos

Escrito por alexandreb.sousa | Publicado: Quinta, 21 de Dezembro de 2017, 14h22 | Última atualização em Terça, 09 de Janeiro de 2018, 14h39

Recurso triplica capacidade de exames em tecidos humanos (biopsias) e aumenta em 150% os do aparelho digestivo

Com investimento de R$ 1 milhão neste final de ano, o Hospital Federal do Andaraí (HFA) coloca em funcionamento novos equipamentos para diagnóstico de doenças e exames do aparelho digestivo, além de reformar totalmente o espaço de acolhimento para pacientes de câncer. Unidade do Ministério da Saúde no Rio de Janeiro, o HFA está inserido no plano de reestruturação dos hospitais federais que visa o aumento de 20% do atendimento oncológico, de ortopedia e de cardiologia em toda a rede.

Crédito: Marcelo Queiroz

Os novos equipamentos reforçam em especial o atendimento no serviço de anatomia patológica, triplicando a capacidade de exames diários. São 17 novos equipamentos, um investimento de R$ 668,6 mil, que ampliam a segurança do paciente e a rastreabilidade de doenças, e agilizam o diagnóstico. Até então, eram processados por dia 130 exames de tecidos humanos (biópsias) no local. Agora passam para 400.

O setor que realiza endoscopias e colonoscopias, dois exames de alta complexidade que permitem o diagnóstico mais preciso de doenças do aparelho digestivo, recebeu dois novos equipamentos. O investimento é de R$ 178 mil. A aquisição deve propiciar o aumento de 150% na capacidade desses dois tipos de exames - até então, eram 240 exames mensais, agora passam para 600.

ACOLHIMENTO - O restante do recurso é aplicado na reforma e melhorias no centro de acolhimentooncológico, com objetivo de proporcionar aos pacientes atendimento mais humanizado. Há dois novos consultórios e também sanitários. "Queremos auxiliar na melhoria da saúde física, mas reduzindo as limitações momentâneas e o sofrimento dos pacientes na quimioterapia/hormonioterapia", ressalta a diretora do HFA, Maria Lúcia Feitosa.

O hospital ainda renovou 150 leitos no decorrer do ano. O HFA realizou de janeiro a setembro 11,5 mil atendimentos oncológicos (consultas de pacientes com câncer e sessões de quimioterapia). Foram ainda 46,2 mil atendimentos de emergência nos 10 primeiros meses do ano - em média, 30% são a pacientes com câncer. Houve 55,6 mil consultas ambulatoriais em todas as especialidades, 7 mil internações e 4,3 mil cirurgias.

Por Camille Braga (supervisão de Géssica Trindade), Nucom MS/RJ
Assessoria de imprensa
(21) 3985-7444 / 7475

Fim do conteúdo da página