Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Todas as crianças de 6 meses a menores de 1 ano devem ser vacinadas contra o sarampo

Início do conteúdo da página

Hospital Metropolitano de Belo Horizonte receberá R$ 20 milhões

Escrito por Alessandra Bernardes | | Publicado: Terça, 23 de Janeiro de 2018, 12h18 | Última atualização em Terça, 23 de Janeiro de 2018, 15h12

Recursos poderão ser usados para pagar parte do funcionamento da unidade que tem capacidade para realizar 2 mil internações mensais

O Hospital Metropolitano Dr. Célio de Castro, em Belo Horizonte (MG), vai receber R$ 20 milhões do Ministério da Saúde para custear ações de alta e média complexidade. O recurso foi disponibilizado por meio da portaria 162/2018 publicada no Diário Oficial da União nesta segunda-feira (22). O repasse poderá ser utilizado para custear atividades fundamentais para o funcionamento do hospital que tem 46.000 m² de área construída distribuídos em 13 andares.

Inaugurado em 2016, o hospital tem 460 leitos, sendo 80 de CTI, e 16 salas de cirurgias. Sem pronto-socorro, o hospital é voltado à atenção em urgência e emergência clínica, cirúrgica e AVC com atendimento referenciado, ou seja, apenas pacientes com encaminhamento da Central de Internação são atendidos.

O Hospital é também referência para a Rede SUS-BH e para o Estado no atendimento de alta complexidade nas seguintes especialidades: clínica médica, ortopedia, cirurgia geral, cirurgia vascular, neurocirurgia, neurologia e urologia.

REPASSES – O Ministério da Saúde ampliou, no ano 2016, em R$ 15 milhões/ano o Teto de Média e Alta Complexidade do município de Belo Horizonte para apoiar o custeio do Hospital Metropolitano Dr. Célio de Castro garantindo a oferta assistencial por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

Além deste recurso, o Ministério da Saúde destinou, em 2017, novos recursos para o custeio de serviços no valor total de R$ 22,3 milhões/ano, referentes a Portarias publicadas para expansão da oferta, habilitação de 20 leitos de UTI, qualificação de 10 leitos de UTI e de 87 leitos de retaguarda clínica e credenciamento dos serviços de terapia nutricional, enteral e parenteral da unidade.

Esses valores foram repassados de forma regular e automática ao Fundo Municipal de Saúde de Belo Horizonte. Em 2017, foram repassados mais de R$ 1,1 bilhão para Belo Horizonte para custeio do conjunto de ações e serviços de média e alta complexidade no município.

Por Murilo Caldas, da Agência Saúde
Atendimento à Imprensa
(61) 3315-3580 / 3533

Fim do conteúdo da página