Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Dia D

Início do conteúdo da página

Ministro da Saúde visita Hospital das Clínicas de Curitiba (PR)

Escrito por Tatiana Teles | | Publicado: Segunda, 29 de Janeiro de 2018, 12h20 | Última atualização em Segunda, 29 de Janeiro de 2018, 12h20

Hospital lança projeto Gestão de Alta para cuidado do paciente perto de sua casa. A medida visa uma maior interação entre as unidades básicas de saúde e o Complexo HC

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, visitou nesta segunda-feira (29) o hospital das Clínicas de Curitiba (PR). Na ocasião será lançado o Projeto Gestão de Alta: Estratégia para Continuidade do Cuidado. A medida é uma parceria entre o Complexo Hospital das Clínicas (CHC) da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e a Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba. O objetivo principal do programa é uma maior interação entre as unidades básicas de saúde e o Hospital.

Na prática, o paciente passa a contar com um atendimento personalizado e humanizado durante sua recuperação. Aproximando mais o paciente dos profissionais de saúde que se localizam perto de sua residência. Se durante o processo de recuperação em casa, o paciente que apresentar complicações precisará retornar para a unidade de saúde de sua localidade. Com isso, ele continua em tratamento perto de casa evitando complicações após a alta e reinternações desnecessárias. Além disso, o paciente se sentirá amparado ainda depois da alta. Outro benefício é que os serviços de saúde se beneficiam no sentido de poderem se dedicar aos pacientes que mais precisam dele.

O projeto é indicado aos portadores de doenças crônicas de difícil manejo (insuficiência renal, casos oncológicos, cirurgia cardiovascular, por exemplo); àqueles que precisam de continuidade de tratamento em domicilio ou de cuidados paliativos; e, ainda, os que têm necessidade de cuidados especiais, fazem uso de dispositivos e/ou necessitam de reabilitação. Inspirado em experiências do Canadá Portugal e Espanha os benefícios já podem ser notados em projeto-piloto do Hospital das Clínicas. Desde agosto de 2017, já foram encaminhados 478 pacientes às unidades básicas com apenas 8 reinternações.

REESTRUTURAÇÃO – Durante a agenda, serão apresentados os novos 532 funcionários, que irão ampliar o atendimento na unidade para a população que depende desse serviço. Com a nomeação desses servidores o Hospital das Clínicas poderá reabrir 106 leitos.

Medida faz parte do Programa de Reestruturação de Hospitais Universitários (REHUF). O Hospital das Clínicas recebeu, entre 2016 e 2017, R$ 23,5 milhões pelo Programa, para investir na adequação da estrutura física, recuperação e modernização do parque tecnológico, reestruturação do quadro de recursos humanos e aprimoramento das atividades hospitalares vinculadas ao ensino, pesquisa e extensão, bem como à assistência à saúde, com base em avaliação permanente e incorporação de novas tecnologias em saúde. Os recursos são repassados pelos ministérios da Saúde e Educação.

O Ministério da Saúde repassa ainda R$ 2,2 milhões por ano para ações de assistência ao parto no hospital.

SOBRE O HOSPITAL - O Hospital das Clínicas da Universidade Federal do Paraná é vinculado ao MEC, de gestão municipal e estadual, certificado como Hospital de Ensino. É um hospital geral, 100% SUS com 609 leitos e composto por 3.708 profissionais. O serviço é referência nas especialidades: clínica médica, cirúrgica, pediátrica, obstetrícia e nefrologia. Em 2017, a unidade registrou 1,6 milhão de atendimentos ambulatoriais, ao custo de R$ 19,6 milhões e 13.501 internações, ao custo de R$ 30,1 milhões.

Por Carolina Valadares, da Agência Saúde
Atendimento à Imprensa
(61) 3315-3395 / 2745 / 2351

Fim do conteúdo da página