Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

INFORME AS DOSES E ESTOQUES DAS VACINAS EM SEU MUNICÍPIO ATÉ 30/11

Início do conteúdo da página

Laranjeiras do Sul e cidades do centro-oeste do Paraná têm reforço de R$ 575 mil para ampliar e qualificar atendimento

Escrito por alexandreb.sousa | | Publicado: Sexta, 16 de Fevereiro de 2018, 18h15 | Última atualização em Terça, 20 de Fevereiro de 2018, 10h22

Valor será usado para ampliar e qualificar os serviços de média e alta complexidade oferecidos pelos municípios integrantes do Consórcio Assiscop

O município de Laranjeiras do Sul, no Paraná, terá reforço de R$ 575 mil para ampliar e qualificar os serviços de média e alta complexidade oferecidos à população por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). O anúncio é do Ministro da Saúde, Ricardo Barros, em visita ao município nesta sexta-feira (16/2). Parte do valor, R$ 200mil, está indo para a Organização São Lucas, outros R$ 200 mil para o Instituto São José. As unidades são hospitais gerais de gestão estadual. O Instituto São José registra em média 600 consultas/mês e 180 internações/mês. Já, a organização São Lucas, é responsável por 260 internações /mês e mais de 1000 consultas/mês.

Também foram liberados R$ 175 mil para custeio de serviços ambulatoriais e hospitalares, como consultas, exames especializados e cirurgias eletivas, para os municípios que compõem a Associação Intermunicipais de Saúde do Centro Oeste do Paraná – Assiscop. Seis municípios fazem parte da associação que abrange cerca de 69 mil habitantes. A verba do Consócio já está disponível no Fundo Municipal de Saúde de Laranjeiras do Sul, cidade polo do Assiscop, que também está sendo contemplada.

O objetivo deste novo incremento financeiro é diminuir o tempo de espera e o tamanho da lista de pessoas que aguardam por algum procedimento eletivo, que são aqueles marcados, sem caráter de urgência e emergência, nos municípios do consórcio. A verba será incorporada ao Teto Financeiro de Média e Alta (MAC) Complexidade do Paraná, principal rubrica do Governo Federal para custeio desses procedimentos, e caberá ao Assiscop fazer os devidos aportes para ampliar e qualificar os atendimentos, conforme a necessidade e demanda de cada município.

GESTÃO

Em 600 dias de gestão, os municípios da Assiscop foram contemplados com R$ 4,91 milhões para fortalecimento da saúde. Desse total, R$ 593,99 mil foram para custeio de 9 serviços/leitos de média e alta complexidade que funcionavam sem a contrapartida federal.

Durante o período, também foram liberados R$ 4,32 milhões referentes a 28 emendas parlamentares que tramitavam na pasta e aguardavam liberação desde 2014, contemplando todos os municípios do  Assiscop.

AVANÇOS

Nesta gestão, o estado do Paraná recebeu aproximadamente R$ 550 milhões de recursos federais para custear serviços e abertura de leitos em mais de 400 municípios. Apenas em 2016 foram repassados mais de R$ 150 milhões entre habilitações de leitos e outros serviços ambulatoriais e hospitalares. Em 2017, foram repassados cerca de R$ 400 milhões para custear esses serviços.

O Paraná também ganhou um reforço de R$ 23,6 milhões na Atenção Básica, beneficiando 88 municípios. O recurso diz respeito à habilitação de 348 novos Agentes Comunitários de Saúde, 99 Equipes de Saúde da Família, 78 Equipes de Saúde Bucal, 29 Núcleos de Apoio à Saúde da Família e 02 Equipes de Saúde Prisional.

Durante esta gestão, também foram habilitadas 16 UPAS 24hs em 15 municípios do estado, com um custo de R$ 26 milhões. No início de 2017 o Ministério da Saúde anunciou a doação de 23 ambulâncias para renovação da frota do SAMU 192 em 18 municípios do estado, totalizando um investimento de R$ 5,07 milhões. Em outubro de 2017, foi anunciado que 12 veículos do estado seriam contemplados com mais recursos federais para ampliação e qualificação (qualificação: Ponta Grossa, Cascavel e Arapongas).

Por Carolina Valadares, da Agência Saúde
Atendimento à Imprensa - (61) 3315-3533/3174/3580

Fim do conteúdo da página