Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

INFORME AS DOSES E ESTOQUES DAS VACINAS EM SEU MUNICÍPIO ATÉ 30/11

Início do conteúdo da página

Marília e municípios da região ganham reforço de R$ 26,3 milhões

Escrito por Tatiana Teles | | Publicado: Sexta, 23 de Fevereiro de 2018, 18h16 | Última atualização em Sexta, 23 de Fevereiro de 2018, 18h57

Serão incorporados R$ 18 milhões para rede de urgência e emergência das cidades de Ourinhos, Assis, Tupã, Marília e Adamantina, além de R$ 8,3 milhões para atendimento oncológico

As cidades de Marília, Ourinhos, Assis, Tupã e Adamantina, em São Paulo, vão receber um reforço de R$ 26,3 milhões para ampliar o atendimento em saúde da população. São R$ 18 milhões para ampliar assistência da rede de urgência e emergência por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). Também serão investidos R$ 8,3 milhões para ampliar o tratamento de câncer. O anúncio foi feito pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, durante a visita ao município de Marília (SP) nesta sexta-feira (23).

“O acelerador linear para a Santa Casa vai ampliar o tratamento em oncologia. É uma ação importante de saúde para toda região. Com a liberação de mais recursos, vamos ampliar o atendimento em média e alta complexidade para a população”, destacou o ministro Ricardo Barros.

A Santa Casa de Misericórdia de Marília foi incluída no Plano de Expansão da Radioterapia e será contemplada com um acelerador linear e construção da casamata – espaço destinado para a instalação do aparelho. A escolha para a inclusão veio após análise que constatou um déficit no serviço de radioterapia na região. O novo equipamento garantirá o atendimento de mil pacientes por ano. Atualmente, a unidade já oferta outros cuidados no tratamento contra o câncer como, cirurgias oncológicas e sessões de quimioterapia.

O hospital é habilitado como Unacon com Serviços de Hematologia e de Oncologia Pediátrica. A unidade registrou cerca de sete mil procedimentos entre cirurgias de câncer e quimioterapia em 2017, totalizando cerca de R$ 5,2 milhões. Entre 2016 e 2017, o hospital recebeu R$ 6,8 milhões em emendas parlamentares para aquisição de equipamentos, reforma e manutenção de unidades de saúde. O Ministério da Saúde também repassa R$ 2,4 milhões/ano de Incentivo de Adesão à Contratualização (IAC).

GESTÃO

Em 600 dias de gestão do ministro Ricardo Barros, os municípios da RRAS 10 foram contemplados com R$ 104,9 milhões para fortalecimento da saúde. Desse total, cerca de R$ 12 milhões foram para custeio de 75 serviços/leitos de média e alta complexidade que funcionavam sem a contrapartida federal. Durante o período, também foram liberados mais de R$ 83 milhões referentes a 562 emendas parlamentares que tramitavam na pasta e aguardavam liberação desde 2014. Em 2017, foram liberados mais R$ 7 milhões para atenção básica, além de R$ 3 milhões para habilitação e/ou qualificação de uma UPA em Marília.

Fazem parte da RRAS 10 os seguintes municípios: Adamantina, Álvaro de Carvalho, Alvinlândia, Arco Iris, Assis, Bastos, Bernardino de Campos, Borá, Campos Novos Paulistas, Cândido Mota, Canitar, Chavantes, Cruzália, Echaporã, Espírito Santo do Turvo, Fernão, Flórida Paulista, Florínia, Gália, Garça, Guaimbê, Guarantã, Herculândia, Iacri, Ibirarema, Inúbia Paulista, Ipaussu, Julio Mesquita, Lucélia, Lupércio, Lutécia, Macaraí, Mariápolis, Marília, Ocauçu, Óleo, Oriente, Oscar Bressane, Osvaldo Cruz, Ourinhos, Pacaembu, Palmital, Paraguaçu Paulista, Parapuã, Pedrinhas Paulista, Platina, Pompéia, Pracinha, Queiroz, Quintana, Ribeirão do Sul, Rinópolis, Sagres, Salmorão, Salto Grande, Santa Cruz do Rio Pardo, São Pedro do Turvo, Tarumã, Timburi, Tupã, Ubirajara e Vera Cruz.

PLANO DE EXPANSÃO

Desde que assumiu a gestão do Ministério da Saúde, o ministro Ricardo Barros, já entregou 13 aceleradores lineares. Do total, cinco deles pelo Plano de Expansão da Radioterapia, nas cidades de Campina Grande (PB), Maceió (AL), Feira de Santana (BA), Brasília (DF) e Curitiba (PR). Outros 8 foram entregues por meio de convênios em Salvador (BA), Ipatinga (MG), Campos dos Goytacazes (RJ), Rio de Janeiro (RJ), Ijuí (RS), Passos (MG), Cascavel (PR) e Jaú (SP).

Ainda neste ano, estão programadas as entregas de outros equipamentos de radioterapia. Ao todo serão entregues pelo Ministério da Saúde 140 aceleradores lineares em todo país. Cerca de R$ 500 milhões foram investidos para a aquisição de 100 aceleradores lineares, além da realização de projetos e obras. Os outros 40 aceleradores serão adquiridos com recursos de convênios.

Por Carolina Valadares e Victor Maciel, da Agência Saúde
Atendimento à Imprensa
(61) 3315-3580 / 2351

Fim do conteúdo da página