Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

INFORME AS DOSES E ESTOQUES DAS VACINAS EM SEU MUNICÍPIO ATÉ 30/11

Início do conteúdo da página

Mutirão de saúde vai beneficiar mais de 17 mil indígenas

Escrito por alexandreb.sousa | | Publicado: Terça, 11 de Julho de 2017, 17h43 | Última atualização em Terça, 08 de Maio de 2018, 14h39

Operação acontece de 4 a 12 de maio, com a realização de cirurgias e atendimentos de diversas especialidades 

Box Title

Fotos: Alejandro Zambrana/SESAI/MSSecretário Especial da Saúde Indígena, Marco Toccolini, desloca-se para Lábrea (AM) em avião da Força Aérea Brasileira (FAB), para participar da 40ª Expedição da Saúde

Uma grande operação de saúde, chamada “Sesai em Ação - Saúde Indígena Brasil Adentro”, irá beneficiar mais de 17 mil indígenas nas áreas abrangidas pelo Distrito Especial de Saúde Indígena (DSEI) Médio Purús, no Amazonas, e o DSEI Porto Velho, em Rondônia. A previsão é que sejam realizadas cerca de 350 cirurgias nos sete dias de ação, em pacientes que já passaram por triagem realizada anteriormente pelos profissionais da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai). A ação é realizada pelo Ministério da Saúde em parceria com o Ministério da Defesa e a Organização Não Governamental Expedicionários da Saúde.

O investimento do Ministério da Saúde no mutirão é de R$ 600 mil. O apoio do Ministério da Saúde se dá principalmente na triagem de pacientes, logística e na disponibilização de profissionais de saúde. Participam dessa operação 33 Equipes Multidisciplinares de Saúde Indígena (EMSI) que fazem parte do quadro da Sesai.

Para esta ação, o Ministério da Saúde disponibiliza 33 Equipes Multidisciplinares de Saúde Índigena (EMSI), são profissionais que fazem parte do quadro da SESAI. Além disso, a pasta prestou apoio na triagem de pacientes, logística do mutirão e com investimento financeiro no valor de R$ 600 mil.

Dentre as principais necessidades, estão cirurgias de catarata, pterígio (um tipo de lesão ocular) e hérnias.  Além das cirurgias, serão realizados atendimentos e exames nas áreas de odontologia, clínica geral, oftalmologia, ginecologia e pediatria, com o devido encaminhamento para tratamento dos pacientes diagnosticados com alguma patologia.

Para dar continuidade à ação de saúde, a Sesai ainda irá distribuir material de saúde bucal, testes rápidos e preservativos. No último mutirão, realizado em novembro de 2017 no estado do Acre, foram realizados 4.451 atendimentos médicos e odontológicos, 5.699 exames e procedimentos e 400 cirurgias.

SAÚDE INDÍGENA

A Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI-MS) registrou avanços importantes nos últimos anos, que possibilitou o melhoramento dos indicadores de saúde da população indígena em todo país.

Exemplo deste avanço está na ampliação em 28% do número de atendimentos realizados nas aldeias indígenas, quando comparados a 2016. Somente em 2017, foram realizados quase 3,8 milhões de atendimentos. Essa ampliação permitiu que mais mulheres indígenas realizassem consultas de pré-natal; que mais residências fossem visitadas pelas equipes de saúde e, com isso, ações de combate à malária e de vigilância nutricional fossem desenvolvidas com mais eficiência, além da atualização dos esquemas vacinais. Hoje, a cobertura vacinal, com esquema completo em menores de 5 anos, é de 80,6%. 

A saúde indígena recebeu, em 2017, o maior investimento de recursos desde que o Ministério da Saúde passou a gerenciar a área: R$ 1,6 bilhão de reais. Este recurso é destinado às melhorias da qualidade de vida dessa população, como custeio das ações, pagamento dos salários dos profissionais e investimentos em edificações e saneamento básico, além da aquisição de insumos e equipamentos.

Por Camila Bogaz, da Agência Saúde 
Atendimento à imprensa – Ascom/MS
(61) 3315-3580/2351/2745

Fim do conteúdo da página