Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Todas as crianças de 6 meses a menores de 1 ano devem ser vacinadas contra o sarampo

Início do conteúdo da página

Hospitais universitários do Rio Grande do Sul ganham novo recurso

Escrito por Nicole Beraldo | | Publicado: Quinta, 17 de Maio de 2018, 19h52 | Última atualização em Quinta, 17 de Maio de 2018, 19h52

Serão R$ 8,5 milhões que irão beneficiar a população atendida pelo SUS  em três unidades. Valor pode ser usado para atendimento, obras e pesquisas 

A rede pública de saúde do Rio Grande do Sul ganhou, nesta quarta-feira (16), um reforço na ordem de R$ 8,5 milhões. Os recursos serão utilizados para fortalecer, ampliar e qualificar os serviços de assistência à saúde e áreas de ensino/pesquisa oferecidos por três Hospitais Universitários nos municípios de Pelotas, Rio Grande e Santa Maria, que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A portaria autorizando a liberação da verba para os hospitais universitários está disponível no Diário Oficial da União  (D.O.U).

O valor pode ser utilizado pelo gestor para custear os atendimentos e procedimentos hospitalares, financiar obras de reforma e ampliação dos espaços e estruturas físicas, aquisição de materiais médico-hospitalares, modernizando o ambiente e a forma de cuidar dos pacientes, conforme a necessidade e o planejamento de cada instituição. Apenas neste ano, já foram investidos R$ 168,7 milhões nos hospitais universitários federais, sendo que 48 unidades receberam recursos no mês de abril. Os hospitais universitários do estado estão entre elas e já foram contemplados com R$ 4,5 milhões, no último mês.

O Secretário de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Francisco de Assis Figueiredo, considera que estes hospitais são muito importantes na assistência à saúde, com a oferta de atendimentos qualificados ao cidadão. “Cada hospital universitário que atende a população é essencial para formar estudantes e residentes médicos, além de exercerem papel fundamental no avanço de ensino e pesquisa de saúde, o que contribui para área com novos tratamentos. Nosso papel é continuar investindo na saúde pública com foco em áreas estratégicas, como os hospitais universitários federais, porque o principal beneficiado será sempre o cidadão”, destacou o secretário. 

O repasse é feito por meio do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (REHUF), destinado periodicamente. Esse programa é executado desde 2010 em parceria com o Ministério da Educação e a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), que fazem financiamento compartilhado dos hospitais universitários federais. Desde então, apenas por parte do Ministério da Saúde, foram injetados nessas unidades quase R$ 4 bilhões, sendo R$ 189 milhões em 2017 e R$ 380 milhões em 2016. 

Aprovados em lei orçamentária, os valores são pagos pelo Ministério da Saúde, em parcela única, para as instituições universitárias que comprovaram o cumprimento das metas de qualidade relacionadas ao porte e perfil de atendimento, capacidade de gestão, desenvolvimento de pesquisa e ensino e integração à rede do SUS. Os pagamentos são efetuados pelo Fundo Nacional de Saúde conforme comprovação dos gastos. 

HOSPITAIS UNIVERSITÁRIOS FEDERAIS CONTEMPLADOS

UF

MUNICÍPIO

UNIVERSIDADE

HOSPITAL UNIVERSITÁRIO

VALOR

RS

Pelotas

UFPEL

Hospital Escola da UFPel

1.979.370,65

RS

Rio Grande

FURG

Hospital Universitário Dr. Miguel Riet Corrêa Júnior

2.492.594,37

RS

Santa Maria

UFSM

Hospital Universitário de Santa Maria

4.033.555,93

Por Gustavo Frasão, da Agência Saúde

Atendimento à imprensa

(61) 3315- 3533 / 3580

Fim do conteúdo da página