Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Banner estatico portal 960 x 100

Início do conteúdo da página

Grupo de Ação Integrada nos hospitais federais se reúne no RJ

Escrito por Nicole Beraldo | | Publicado: Quarta, 06 de Fevereiro de 2019, 17h11 | Última atualização em Quarta, 06 de Fevereiro de 2019, 18h54

Ministro da Saúde, representantes da Secretaria-Geral da Presidência da República, hospitais de excelência e hospitais federais fazem balanço das primeiras duas semanas de atuação

Foto: Marcelo Queiroz

Os ministros da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gustavo Bebianno, e a secretária especial de Modernização do Estado - SG/PR, Márcia Amorim, se reuniram com o Comitê de Governança da Ação Integrada de apoio aos hospitais federais, na manhã desta quarta-feira (06), no Rio de Janeiro (RJ). No encontro, foram apresentados os primeiros diagnósticos e propostas de ação para melhorar o atendimento e a gestão dos seis hospitais federais localizados na capital fluminense. A iniciativa foi anunciada no mês passado pelo Governo Federal para qualificar os serviços nas unidades que estão sob responsabilidade da União, tornando-os mais ágeis, acessíveis e alinhados aos padrões de qualidade e segurança dos pacientes.

A medida tem como estratégia identificar as principais necessidades de cada hospital para otimizar os serviços clínicos e administrativos de modo a qualificar a assistência prestada à população. O grupo de apoio conta com profissionais de hospitais de excelência do país, como Sírio-Libanês (SP), Albert Einstein (SP), Alemão Oswaldo Cruz (SP), Hospital do Coração (SP) e Moinhos de Vento (RS) que já estão em atuação dentro das unidades para verificar a situação de cada uma delas. As Forças Armadas também devem prestar apoio na área de gestão.

A partir desta ação, o objetivo é diminuir a espera por atendimento nas unidades de emergência, melhorar o tempo médio de internação de cada paciente, reduzir índices de infecção hospitalar, diminuir taxas de mortalidade e racionalizar a utilização de recursos, permitindo que toda a verba economizada com a melhoria de gestão seja reaplicada nas próprias unidades.

HOSPITAIS FEDERAIS

A rede federal do Rio de Janeiro conta com mais de 1.600 mil leitos em seis hospitais federais: Hospital Federal do Andaraí (HFA), Hospital Federal de Bonsucesso (HFB), Hospital Federal Cardoso Fontes (HFCF), Hospital Federal de Ipanema (HFI), Hospital Federal da Lagoa (HFL), Hospital Federal dos Servidores do Estado (HFSE). O custeio de todas essas unidades chega a R$ 2,2 bilhões por ano.

Em 2018, os seis hospitais federais do Rio de Janeiro realizaram, em média, 50 mil internações, 830 mil consultas e 41 mil cirurgias.

Por Nicole Beraldo, da Agência Saúde
Atendimento à imprensa
(61) 3315-3880/2745

Fim do conteúdo da página