Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Todas as crianças de 6 meses a menores de 1 ano devem ser vacinadas contra o sarampo

Início do conteúdo da página

Saúde leva atendimentos a indígenas do noroeste do Amazonas

Escrito por cristiane.carvalho | | Publicado: Quinta, 18 de Abril de 2019, 16h00 | Última atualização em Quinta, 18 de Abril de 2019, 16h36

Programa Sesai em Ação realiza mais de três mil atendimentos de saúde em indígenas da  Aldeia Cartucho,  no município de Santa Isabel do Rio Negro (AM). Entre os serviços serão realizadas 300 cirurgias

Índigenas da aldeia Cartucho, localizada no noroeste do Amazonas, receberam atendimentos de saúde como parte do Programa Sesai em Ação: Saúde Indígena Brasil Adentro. A expedição de saúde teve início no último dia 15  e prossegue até esta sexta-feira (20), para marcar a semana de comemoração do dia do Índio (19). As ações foram coordenadas, executadas e financiadas pela Sesai / Ministério da Saúde em parceria com o Ministério da Defesa, a Organização Panamericana de Saúde (Opas), a Fundação Nacional do Índio (Funai) e a sociedade civil.

A expedição de saúde na aldeia é resultado de cooperação entre a Sesai e a associação Expedicionários da Saúde, que reúne médicos voluntários para levar atendimento especializado a populações indígenas que vivem geograficamente isoladas. Com a ação, foram realizadas mais de trezentas cirurgias oftalmológicas e gerais e mais de três mil atendimentos em diversas especialidades: clínica geral, ginecologia, pediatria, oftalmologia, ortopedia e odontologia. Alguns indígenas também receberam óculos.

O secretário de Saúde Indígena, Marco Antonio Toccolini, integrou comitiva que acompanhou os trabalhos da Expedição na aldeia Cartucho e reforçou a importância da expedição levar atendimentos de saúde às comunidades mais isoladas. “Estamos atendendo várias especialidades aqui no meio da Floresta Amazônica, nossa intenção é atender a demanda reprimida de atendimentos especializados e até cirúrgicos. Muitos indígenas, por questões geográficas, não conseguem se deslocar para os locais onde estão concentrados esses serviços de saúde e por isso viemos até aqui”, reforçou o secretário Toccolini.

O DSEI Alto Rio Negro, responsável pela assistência à saúde indígena na região, disponibilizou mais de cem profissionais que realizaram a etapa de pré-triagem nas aldeias, além de trabalharem efetivamente durante os dias da Expedição nas diversas áreas que compõem o complexo hospitalar: clínicas, acolhimento, alimentação e centro cirúrgico (tanto no pré quanto no pós-operatório).

O Exército Brasileiro e a Força Aérea Brasileira ajudam a atender a população indígena local oferecendo apoio, sobretudo, na parte logística. O EB e a FAB realizam o transporte de carga e passageiros – tanto de pacientes quanto da equipe médica – além de operar a comunicação e a alimentação no local. Parte da estrutura de consultórios e recepção de pacientes foi construída em parceria com os indígenas.

Sesai em Ação

O objetivo do Programa é apoiar a oferta de ações complementares à atenção básica e de atenção especializada em áreas de difícil acesso geográfico ou à rede de serviços do Sistema Único de Saúde (SUS), em benefício da população indígena. Busca-se evitar o deslocamento de famílias para tratamento de saúde em centros urbanos, pensando ações estratégicas como caminho para a oferta de serviços dignos e de qualidade aos povos indígenas da floresta.

Aldeia Cartucho

A aldeia Cartucho fica localizada no município amazonense de Santa Isabel do Rio Negro, um dos três municípios atendidos pelo DSEI Alto Rio Negro. O DSEI ARN – localizado no extremo oeste do Amazonas, na região conhecida como “Cabeça de Cachorro” que faz divisa com Colômbia e Venezuela – atende uma população de 40 mil indígenas de 25 etnias, dividida em 707 aldeias.

Por Murilo Caldas, Nucom Sesai para Agência Saúde
Atendimento à imprensa
(61) 3315-3580 / 2898

Fim do conteúdo da página