Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Banner estatico portal 960 x 100

Início do conteúdo da página

Campos dos Goyatacazes (RJ) tem 50 novos leitos neonatal

Escrito por Roberto Chamorro | | Publicado: Segunda, 26 de Agosto de 2019, 16h12 | Última atualização em Segunda, 26 de Agosto de 2019, 16h12

O Ministério da Saúde repassará R$ 2,9 milhões para a manutenção dos novos leitos, no Hospital dos Plantadores de Cana

Cinquenta novos leitos passam a reforçar a atenção integrada e humanizada aos recém-nascidos, no município de Campos dos Goytacazes (RJ), no Hospital dos Plantadores de Cana (HPC), que atende pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A unidade hospitalar registra mensalmente 300 nascimentos pela rede pública e presta serviços à população de Campos e municípios vizinhos, como São João da Barra, São Francisco do Itabapoana, São Fidélis, Carapebus, Quissamã Italva e Cardoso Moreira.

Para a habilitação dos novos leitos, o Ministério da Saúde repassará ao estado e município R$ 2,9 milhões. O valor será incorporado ao limite financeiro que cobre os procedimentos de média e alta complexidade, do estado do Rio de Janeiro e município de Campos dos Goytacazes.

Agora, os novos leitos de neonatal divididos em 20 leitos de Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN); 20 leitos da Unidade de Cuidado Intermediário Neonatal Convencional (UCINCo) e 10 (leitos) da Unidade de Cuidado Intermediário Neonatal Canguru (UCINCa), ampliam a capacidade de atendimento do SUS em Campos dos Goyatacazes.

O Hospital dos Plantadores de Cana, que mensalmente atende cerca de 50 mil pessoas, foi criado há mais de 50 anos para atender aos produtores rurais e atualmente presta serviços para toda a população em diversas especialidades, como cardiologia, clínica médica, pequenas cirurgias, cirurgia pediátrica, ginecologia e obstetrícia, sendo referência no atendimento à gravidez de alto risco.

Em 2018, o município de Campos de Goytacazes (RJ) recebeu do Ministério da Saúde, através do Fundo Nacional de Saúde (FNS) a quantia de R$ 195 milhões, para custeio e investimento em atenção básica, atenção especializada, assistência farmacêutica, gestão do SUS e vigilância em saúde. Este ano, até o mês de julho, os recursos para tais destinação, chegaram à R$ 111,6 milhões.  

LEITOS NEONATAIS NO SUS

O Miistério da Saúde, nos últimos anos, investiu na expansão de leitos pediátricos e neonatais para atendimento de maior complexidade, destinados a pacientes graves e que exigem maior estrutura e esforço de profissionais. O crescimento da oferta de leitos de cuidados intermediários e intensivos para esses casos foi de 25% entre 2010 e 2018, totalizando atualmente mais de 11,6 mil leitos no SUS (jul2010-mar2019).  

A pasta ressalta que também tem investindo na qualificação do pré-natal, é possível prevenir fatores de risco que levam ao parto prematuro antes do período gestacional mais adequado; contudo, também possibilitam uma melhor definição por intervenções para interrupção da gestação quando há algum risco de vida para mãe ou bebê. Nesse sentido, a melhoria da atenção nem sempre evita os nascimentos de bebês prematuros, mas, com certeza, diminui a mortalidade materna, fetal e neonatal.

Por Roberto Chamorro, da Agência Saúde
Atendimento à Imprensa
(61) 3315.3580/ 3174

Fim do conteúdo da página