Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Você já ouviu falar nas crianças borboletas?

Início do conteúdo da página
Atenção Primária

Ministério da Saúde qualifica formação de profissionais da Atenção Primária

Escrito por Christiana Suppa | | Publicado: Segunda, 16 de Setembro de 2019, 20h04 | Última atualização em Segunda, 16 de Setembro de 2019, 20h04

Secretaria de Atenção Primária à Saúde regulariza pagamento de bolsas dos cursos de formação de preceptores

O Governo Federal continua investindo na qualificação da formação dos profissionais para atuarem na Atenção Primária à Saúde (APS). Nas últimas semanas, a Secretaria de Atenção Primária à Saúde do Ministério da Saúde (Saps) atualizou o pagamento das bolsas de todas as turmas dos cursos de formação de preceptores em Medicina de Família e Comunidade. Mais de 1.700 profissionais que fazem especialização ou aperfeiçoamento em preceptoria tiveram sua remuneração regularizada.

Para o secretário de Atenção Primária à Saúde, Erno Harzhem, trata-se de uma estratégia sistêmica para fortalecer os atributos essenciais da atenção primária. "O programa Médicos pelo Brasil e o incentivo à residência em Odontologia, Enfermagem e Medicina de Família e Comunidade devem reforçar o atributo de longitudinalidade da APS. O acesso, a integralidade e a coordenação na APS serão também fortalecidos com o Programa Saúde na Hora, a Carteira de Serviços da Atenção primária, a ampliação do escopo profissional, a informatização das Unidades de Saúde da Família, a regulação clínica e o Telessaúde", explica o secretário.

Médicos pelo Brasil

No programa Médicos pelo Brasil, que atualmente está em discussão no Congresso Nacional, profissionais especialistas em Medicina de Família e Comunidade poderão se candidatar a uma vaga e serem contratados, via CLT, com salário inicial que pode chegar a R$ 21 mil. Os profissionais que optarem por ingressar como tutores ficarão responsáveis pela supervisão dos demais médicos durante a realização do curso de especialização em Medicina de Família e Comunidade.

"Uma atenção primária de qualidade só se faz com a presença de bons profissionais. Por isso, a qualificação da formação profissional é uma prioridade na Secretaria de Atenção Primária à Saúde, que depende de bons preceptores e tutores", afirma o Diretor de Programas da Saps Lucas Wollmann.  

Da Agência Saúde
Atendimento à imprensa
(61) 3315-3580 / 3989

Fim do conteúdo da página