Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Banner estatico portal 960 x 100

Início do conteúdo da página
Atenção Primária

Ministério da Saúde qualifica formação de profissionais da Atenção Primária

Escrito por Christiana Suppa | | Publicado: Segunda, 16 de Setembro de 2019, 20h04 | Última atualização em Segunda, 16 de Setembro de 2019, 20h04

Secretaria de Atenção Primária à Saúde regulariza pagamento de bolsas dos cursos de formação de preceptores

O Governo Federal continua investindo na qualificação da formação dos profissionais para atuarem na Atenção Primária à Saúde (APS). Nas últimas semanas, a Secretaria de Atenção Primária à Saúde do Ministério da Saúde (Saps) atualizou o pagamento das bolsas de todas as turmas dos cursos de formação de preceptores em Medicina de Família e Comunidade. Mais de 1.700 profissionais que fazem especialização ou aperfeiçoamento em preceptoria tiveram sua remuneração regularizada.

Para o secretário de Atenção Primária à Saúde, Erno Harzhem, trata-se de uma estratégia sistêmica para fortalecer os atributos essenciais da atenção primária. "O programa Médicos pelo Brasil e o incentivo à residência em Odontologia, Enfermagem e Medicina de Família e Comunidade devem reforçar o atributo de longitudinalidade da APS. O acesso, a integralidade e a coordenação na APS serão também fortalecidos com o Programa Saúde na Hora, a Carteira de Serviços da Atenção primária, a ampliação do escopo profissional, a informatização das Unidades de Saúde da Família, a regulação clínica e o Telessaúde", explica o secretário.

Médicos pelo Brasil

No programa Médicos pelo Brasil, que atualmente está em discussão no Congresso Nacional, profissionais especialistas em Medicina de Família e Comunidade poderão se candidatar a uma vaga e serem contratados, via CLT, com salário inicial que pode chegar a R$ 21 mil. Os profissionais que optarem por ingressar como tutores ficarão responsáveis pela supervisão dos demais médicos durante a realização do curso de especialização em Medicina de Família e Comunidade.

"Uma atenção primária de qualidade só se faz com a presença de bons profissionais. Por isso, a qualificação da formação profissional é uma prioridade na Secretaria de Atenção Primária à Saúde, que depende de bons preceptores e tutores", afirma o Diretor de Programas da Saps Lucas Wollmann.  

Da Agência Saúde
Atendimento à imprensa
(61) 3315-3580 / 3989

Fim do conteúdo da página