Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Banner estatico portal 960 x 100

Início do conteúdo da página

Ministério da Saúde e empresas de tecnologia debatem informatização

Escrito por amanda.costa | | Publicado: Terça, 17 de Setembro de 2019, 20h27 | Última atualização em Quarta, 18 de Setembro de 2019, 11h06

Objetivo é trocar experiências que podem contribuir com o projeto de informatização que terá início na Atenção Primária do SUS

O Ministério da Saúde reuniu, nesta terça-feira (17), em Brasília (DF), representantes de empresas de tecnologia, instituições governamentais e sociedade civil para discutir o projeto de informatização das unidades de saúde da Atenção Primária – principal porta de entrada do cidadão ao Sistema Único de Saúde (SUS).

O encontro teve como objetivo levantar soluções que contemplem os serviços necessários para informatizar as unidades de saúde, como hardware, software, equipamentos de TI, capacitação de profissionais de saúde na operação dos equipamentos, além de suporte técnico para o uso do prontuário eletrônico nas cerca de 42 mil Unidades de Saúde da Família (USF) de todo o país.

O Ministério da Saúde está construindo projeto de informatização que se adapte as necessidades e demandas de cada município. Por isso, quer ouvir profissionais do setor tecnológico nesta primeira etapa, buscando construir a solução mais viável e adequada que atenda a todas as unidades da Atenção Primária à Saúde.

ATENÇÃO PRIMÁRIA

A Atenção Primária à Saúde (APS) é a base do Sistema Único de Saúde, onde as doenças mais frequentes são acompanhadas, como diabetes, hipertensão e tuberculose. A proximidade da Equipe de Saúde da Família (ESF) com a comunidade permite que se conheça melhor o cidadão, garantindo maior adesão aos tratamentos e às intervenções médicas propostas. Assim, neste nível de atenção, é possível resolver cerca de até 80% dos problemas de saúde, sem a necessidade de intervenção na emergência de Unidades de Pronto-Atendimento (UPA 24h) ou de hospitais.

Da Agência Saúde 
Atendimento à Imprensa
(61) 3315-2351/ 3693

Fim do conteúdo da página