Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

banner vacina2019 v2

Início do conteúdo da página

Ministro da Saúde discute cooperações internacionais nos Estados Unidos 

Escrito por amanda.mendes | | Publicado: Sexta, 20 de Setembro de 2019, 18h47 | Última atualização em Domingo, 22 de Setembro de 2019, 14h34

74ª Assembleia Geral das Nações Unidas, encontros bilaterais, além de visitas ao CDC e ao NIH, um dos principais polos de pesquisa em saúde do mundo, estão entre os compromissos

A partir deste sábado (21) o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, participa de uma série de compromissos nos Estados Unidos da América (EUA) com diversos países e organismos internacionais sobre temas prioritários da saúde pública, como Atenção Primária, vacinação e financiamento da saúde. Até 2 de outubro, o ministro cumprirá agendas em Nova Iorque, Washington, D.C. e Atlanta. A missão começa em Nova Iorque com a participação do ministro na 74ª Assembleia Geral das Nações Unidas (AGNU) que neste ano discutirá alguns desafios globais como mudanças climáticas, serviço de saúde universal e financiamento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)

Entre os compromissos no exterior, o ministro da Saúde também participará de encontros bilaterais com alguns países como a Rússia, o Reino Unido e os Estados Unidos, que contará com a presença do secretário de Saúde e Serviços Humanos norte-americano, Alex Azar. Além das conferências, o ministro fará visitas técnicas ao National Institutes of Health (NIH), em Washington, D.C. e ao Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos (CDC), em Atlanta.

O debate geral da 74ª Assembleia Geral das Nações Unidas acontece no dia 24 de setembro e contará com a presença de cerca de 150 chefes de Estado e governo, inclusive o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro. Além de discursar, os representantes participarão de cinco importantes encontros de cúpula e reuniões de alto nível. Um deles é a Primeira Cúpula do Desenvolvimento Sustentável, que não ocorre desde 2015, cujo o tema central é “Acelerar a implementação da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável”. Nesse contexto, o ministro da Saúde participa da Reunião de Cobertura Universal de Saúde com o tema “Movendo-se juntos para construir um mundo mais saudável”.

Em paralelo à Assembleia Geral das Nações Unidas, no dia 22 de setembro, a delegação brasileira participa de um evento pró-saúde, a corrida Walk the Talk: The Health for All Challenge. O evento, que contará com a presença do diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Ghebreyesus, é uma ação global organizada pela OMS. A intenção é engajar os países e dar visibilidade às questões ligadas à saúde, como a importância da atividade física na prevenção contra as doenças. Ainda em Nova Iorque, o Ministério da Saúde recebe dois prêmios pelos programas Tabaco Free e Vida no Trânsito.

ACORDOS DE COOPERAÇÃO

Já em Washington, D.C., o ministro tem um encontro com o Secretário de Saúde e Serviços Humanos norte-americano, Alex Azar, com o intuito de estabelecer novas bases para a agenda de cooperação entre Brasil e Estados Unidos na área da saúde. O objetivo é fortalecer o diálogo institucional entre os dois países e promover a governança das ações implementadas conjuntamente.

Na reunião, o ministro e o secretário americano realizam o primeiro Health Dialougue (Diálogo em Saúde) para identificar ações que possam ser realizadas em conjunto nas áreas de atenção primária em saúde, tecnologia em saúde, que abarca gestão de dados, produção e cobertura vacinal. Após o encontro, Mandetta visita o National Institutes of Health (NIH), um dos principais polos de pesquisa em saúde do mundo.

Ainda em Washington, Mandetta participa da reunião do Conselho Diretor da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), que conta com a participação de ministros da Saúde de todos os 35 países das regiões das Américas. No encontro, serão reforçadas as ações de colaboração entre os países da região e a busca de soluções conjuntas para os problemas comuns, como a epidemia de sarampo, além de articular a participação da região das Américas nas reuniões dos órgãos de governança da OMS.

No Centro de Controle de Doenças (CDC), em Atlanta, o ministro se reúne com diretores para conhecer a expertise do órgão no controle de emergências em saúde pública, além da cooperação para qualificar e fomentar profissionais para a execução de trabalhos na área de controle e prevenção de doenças.

Por Silvia Pacheco, da Agência Saúde
Atendimento à imprensa – Ascom/MS

(61) 3315-3174 / 3693

Fim do conteúdo da página