Ir direto para menu de acessibilidade.
    Você está aqui:
  1. Página inicial
  2. >
  3. Últimas notícias
  4. >
  5. Notícias SAS
  6. >
  7. IV Mostra de Atenção Básica marca os 25 anos do SUS
Início do conteúdo da página

IV Mostra de Atenção Básica marca os 25 anos do SUS

Escrito por Leonardo | Criado: Quinta, 13 de Março de 2014, 13h25 | Publicado: Quinta, 13 de Março de 2014, 13h27 | Última atualização em Quinta, 13 de Março de 2014, 13h53

Quatro dias intensos de atividades e discussões sobre as mais variadas experiências em Atenção Básica do País

De 12 a 15 de março, Brasília será sede da "IV Mostra Nacional de Experiências em Atenção Básica/Saúde da Família", um dos maiores e mais importantes eventos de saúde e cuidado em Atenção Básica. O objetivo do evento é estimular a troca de experiências entre os gestores, trabalhadores e usuários da Atenção Básica do Brasil.

O lema é "Diversidade Regional e Cultural", sendo assim o evento conta com uma mega estrutura dividida em atividades como minicursos, mesas redondas, oficinas, exposições artísticas, dança, música, bate papos e muitas outras coisas. Dos mais de 4300 relatos inscritos para serem apresentados na Mostra, 100 serão escolhidos e premiados como os melhores.

Além das atividades, 3 grandes estandes fazem uma exposição sobre os programas e redes de saúde do Ministério da saúde, e dos Conselhos de Saúde ( Conass e Conasems) aproximando os gestores dos trabalhadores e vice-versa.

A IV Mostra promete! Afinal de contas, são 25 anos de SUS e 20 anos de Saúde da Família. E nesse tempo, o Brasil tem obtido melhorias impressionantes nas condições de saúde, com reduções dramáticas na mortalidade infantil e o aumento na expectativa de vida.

O evento espera receber 10 mil participantes.

Abertura

Na noite do dia 12 de março na abertura do evento, compareceram o Ministro da Saúde, Arthur Chioro; Secretário Nacional de Atenção Básica, Helvécio Miranda Magalhães Jr; Secretário de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde, Mozart Sales; Secretário de Ciências e Tecnologia e Insumos Estratégicos, Carlos Gadelha; Secretário de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa; Presidente do Conselho nacional de Saúde, Maria do Socorro de Souza; Representante da Organização Panamericana e Mundial de saúde no Brasil, Joaquin Molina; Diretor do departamento de Atenção Básica do Ministério da Saúde, Heider Aurélio Pinto entre outras autoridades.

Com uma programação leve, descontraída e animada, a abertura teve apresentações artísticas de regiões diferentes do país. O grupo Ferrugetes, grupo gaúcho de idosos com doenças crônicas, apresentaram um número de dança em que mostram que existem várias maneiras de se ter saúde mental e física. Foram ovacionados.

O Secretário Nacional de Atenção Básica deu as boas vindas aos participantes do evento, carinhosamente chamados de "amostrados" dizendo que é um prazer receber parte dos profissionais da saúde: agentes, enfermeiros e gestores que refletem a realidade que temos hoje no atendimento humanizado, carinhoso e árduo aos usuários do SUS. "A criatividade e qualidade dos debates são fundamentais para a criação de novos modelos de planejamento e trabalho e melhoria da Atenção Básica", completa.

O Ministro Arthur Chioro falou sobre a importância dos investimentos em Atenção Básica e quais as consequências isso traz para a população, mas ressaltou que é preciso unir as forças. "É preciso construir uma ação de Atenção Básica com a participação dos governos estaduais e municipais, senão não teremos sucesso."

Na ocasião o Ministro aproveitou para assinar duas importantes portarias: uma que amplia o rol das categorias profissionais que podem compor as equipes de consultório na rua nas suas diferentes modalidades; outra que fixa o valor de incentivo de custeio referente as equipes de consultório na rua nas 3 modalidades (Modalidade 1: R$19.900,00; Modalidade 2: R$ 27.300,00; Modalidade 3: 35.200,00). Os recursos de custeio das equipes de saúde na rua foram dobrados.

Para Arthur Chioro a clareza dos desafios e avanços nos leva a ter menos enganos. E ainda disse que o Programa Mais Médicos é e será essencial para o sucesso do atendimento da Atenção Básica no país. "Atenção Básica bem feita e com qualidade é resolutiva e faz muita diferença. A meta será alcançada: são 12 mil médicos a mais trabalhando e formando as equipes de Saúde da Família do país!", completou ele.

Nos mais diversos discursos da noite pudemos concluir que os cuidados e investimentos à Atenção Básica no Brasil são essenciais para a melhoria da saúde e qualidade de vida de seus cidadãos. Muito tem sido feito e muito mais ainda haverá de ser conquistado. A IV Mostra de Nacional de Experiências em Atenção Básica/Saúde da Família espera contribuir para essas novas conquistas e criação de novos debates.

SE AMOSTREM!

Clique aqui e acesse o site da Mostra

Por Bruna Bonelli

Fim do conteúdo da página