Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Você já ouviu falar nas crianças borboletas?

Início do conteúdo da página

Programa Consultório na Rua é destaque em Curitiba

Escrito por Leonardo | | Publicado: Quarta, 19 de Março de 2014, 17h52 | Última atualização em Quarta, 19 de Março de 2014, 17h52

 

Curitiba conta com 4 equipes de Consultório na Rua e  já atende 25% dos 4 mil moradores de rua existentes da cidade

 

O programa Consultório na Rua, da Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba, realizou 5 mil atendimentos desde a sua implantação, em agosto do ano passado. Com o objetivo de levar saúde para os moradores em situação de rua, quatro equipes do consultório – formadas por médico, auxiliar de enfermagem, enfermeiros, psicólogo, assistente social, dentista e auxiliar de saúde bucal – percorrem regiões da cidade oferecendo o atendimento necessário à população.

O Consultório na Rua de Curitiba é um dispositivo que faz parte do Departamento de Atenção Primária em Saúde, dirigido pelo Dr. Paulo Poli Neto e tem como coordenadora a psicóloga Adriane Wollmann.

 Segundo Adriane Wollmann, coordenadora do programa, a comunidade tem papel importante neste trabalho. “Cerca de 10% das pessoas que atendemos tem tuberculose e o tratamento para esta doença consiste em medicação diária por seis meses. Mas não podemos simplesmente entregar os remédios para os moradores, pois não fazem a utilização correta. Por isso, entregamos a medicação diariamente a eles e nos fins de semana contamos com a população que reside ou trabalha próximo aos locais onde eles se encontram e que entregam a medicação”, explica.

 

São vários os resultados já alcançados, desde a sensibilização para os cuidados de saúde, principalmente nos casos de Tuberculose, Hiv, gestação, dependência química, encaminhamentos para os respectivos serviços e tratamentos bem como, em alguns casos, retorno familiar e saída da rua.

Entre os obstáculos e desafios encontrados pelas equipes estão a falta de documentação da população em situação de rua muitas vezes dificulta que acessem alguns serviços de maior complexidade. E também o preconceito e a cegueira social em relação à população em situação de rua.

  

“Crack é possível vencer!"

 

As pessoas em situação de rua que fazem uso abusivo de drogas são abordadas pela equipe inicialmente para um cuidado integral da saúde. O processo é lento, e vai se dando a medida que o vínculo com a equipe vai se estabelecendo.

Dessa maneira os usuários são sensibilizados, através da estratégia de redução de danos, e quando aceitam, são encaminhados para tratamento nos Centro de Atenção Pisicossocial Álcool e Drogas - Caps do município. A partir dessa conscientização, são feitas visitas ao Caps, com o acompanhamento da equipe de Consultório na Rua e os casos são gerenciados compartilhadamente, entre  as equipes.

 

Tratamento Odontológico

 

Curitiba é a única cidade que oferta serviços odontológicos no programa Consultório na Rua. Já que a presença deste profissional não está prevista na portaria do governo federal que estabelece o programa. “Inserimos os dentistas nas equipes porque sabemos os problemas bucais dos moradores de rua. Muitos aceitam a nossa ajuda porque são sensibilizados primeiro pelos dentistas e auxiliares de saúde bucal”, explica Adriane Wollmann, coordenadora do programa.

Formado por quatro equipes multidisciplinar com médico, auxiliar de enfermagem, enfermeiros, psicólogo, assistente social, dentista e auxiliar de saúde bucal eles percorrem as principais praças da cidade ofertando atendimento médico, psicológico e odontológico para os moradores em situação de rua. Em quatro meses de programa foram mais de 2 mil atendimentos.

 

Conheça aqui os resultados do Programa na cidade!

 

Abordagem da equipe "Consultório de Rua"

Fim do conteúdo da página