Ir direto para menu de acessibilidade.
    Você está aqui:
  1. Página inicial
  2. >
  3. Últimas notícias
  4. >
  5. Notícias SAS
  6. >
  7. MS Implanta Excelência Operacional nas Emergências do SUS em Santa Catarina
Início do conteúdo da página

MS Implanta Excelência Operacional nas Emergências do SUS em Santa Catarina

Escrito por Alessandra Bernardes | Publicado: Quarta, 13 de Junho de 2018, 17h00 | Última atualização em Quarta, 13 de Junho de 2018, 17h00

Projeto implantado no Hospital Municipal de São José, em agosto de 2017, começa a apresentar resultados

Um dos seis hospitais pioneiros na implantação da metodologia Lean, o Hospital Regional Homero de Miranda Gomes, que fica em São José – SC, está reestruturando seus processos de gestão desde agosto de 2017, e já aponta os primeiros resultados. O objetivo proposto foi agilizar o atendimento da porta de emergência através da otimização dos processos de trabalho.

Para o diretor geral do Hospital, Valdir Ferreira, com a metodologia Lean foi possível identificar os gargalos e realizar ações para melhorar o desempenho das equipes e melhor utilização dos espaços. Já para os pacientes a diferença está na diminuição do tempo de espera no atendimento na porta de emergência e agilidade na busca de leitos para acomodar aqueles que eventualmente aguardam fora de leito.

A implantação dessa iniciativa começou pela porta da emergência geral, identificando os tempos de atendimento e de maior fluxo. Foram alocados recursos humanos nos horários de maior fluxo de paciente na porta, agilizando assim o atendimento. Com o avanço do projeto chegamos à internação.

Atualmente a implantação da metodologia será implantada no Centro Cirúrgico. Alguns gargalos já foram identificados e estão sendo trabalhados no sentido de diminuir o desperdício de tempo no processo de trabalho.

De acordo com o diretor do Hospital de São José, o trabalho só foi possível em virtude do engajamento da equipe e o apoio da direção. Existem ainda muitas áreas que necessitam da aplicação da metodologia, como por exemplo: a Unidade de Terapia Intensiva, a Central de Esterilização de Materiais, a área administrativa, entre outras que é possível aplicar a metodologia Lean com o objetivo de ganhar eficiência e qualidade nos serviços do Hospital.

Segundo dados da Secretaria Municipal de São José o primeiro quadrimestre deste ano registrou um aumento de 80% no número de cirurgias do Hospital Regional de São José, melhorias decorrentes da implantação da metodologia Lean; medidas assertivas de gestão e reabastecimento de medicamentos.

O HOSPITAL REGIONAL HOMERO DE MIRANDA GOMES

Foi inaugurado em 25 de fevereiro de 1987, e ativado no dia 02 de março do mesmo ano. Foram ativados 36 leitos de maternidade em regime de alojamento conjunto na Unidade de Internação Obstétrica, Centro Obstétrico, Unidade de Neonatologia, Banco de Leite Humano, Triagem Obstétrica, Emergência e Setor de Treinamento, sendo que o Centro Cirúrgico funcionava conjuntamente com o Centro Obstétrico.

Nos últimos anos o Hospital de São José ampliou seus serviços e virou referência no atendimento de Oftalmologia, Pediatria e Maternidade na região.

A METODOLOGIA

O Sistema Lean que pode ser traduzido como produção enxuta é uma metodologia japonesa que após a Segunda Guerra mundial chegou ao ocidente e foi utilizada em praticamente todos os setores produtivos. A partir da década de 90 houve uma adaptação para utilização na área da Saúde com impactos muito positivos.

A atual gestão do Ministério da Saúde trouxe para o SUS essa metodologia que melhora a gestão racionalizando recursos, otimiza espaço e insumos. O secretário de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde Francisco de Assis Figueiredo que é especialista em Gestão Hospitalar enxergou nos desafios do SUS uma oportunidade para alcançar melhores resultados, “quando se identificou que a superlotação é um problema de fluxo intra-hospitalar, passamos a racionalizar os recursos para qualificar o trajeto do paciente dentro das unidades” exemplifica o Secretário.

A ferramenta é utilizada atualmente pelo Hospital Regional da Região Noroeste de Goiânia Governador Otávio Lages Siqueira (HUGOL) em Goiás, Hospital Odilon Behrens de Belo Horizonte em Minas Gerais, Hospital São José de São José em Santa Catarina, o Hospital Geral de Palmas no Tocantins, Hospital de Messejana em Fortaleza no Ceará e o Hospital Geral do Grajaú na cidade de São Paulo, todos são 100% SUS e estão utilizando a metodologia com excelentes resultados. O projeto do Ministério da Saúde é realizado em parceria com o Hospital Sírio Libanês, por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (PROADI-SUS).

Este ano a expectativa é ampliar a implantação do sistema Lean para mais cem hospitais.

Por Bruna Bonelli e Tiago Souza, do Nucom/SAS/MS
Atendimento à imprensa

(61) 3315-3580

Fim do conteúdo da página