Ir direto para menu de acessibilidade.
    Você está aqui:
  1. Página inicial
  2. >
  3. Últimas notícias
  4. >
  5. Notícias SAS
  6. >
  7. Projeto Colaborativo “Melhorando a Segurança do Paciente em Larga Escala no Brasil” já aponta resultados promissores
Início do conteúdo da página

Projeto Colaborativo “Melhorando a Segurança do Paciente em Larga Escala no Brasil” já aponta resultados promissores

Escrito por Gustavo Frasão | Publicado: Segunda, 27 de Agosto de 2018, 15h09 | Última atualização em Segunda, 27 de Agosto de 2018, 15h09

Com apenas oito meses, indicadores apontam que 37 vidas já foram salvas 

O Projeto Colaborativo faz parte do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (PROADI-SUS) em parceria com os cinco Hospitais de Excelência, que são: Hospital Alemão Osvaldo Cruz (SP); Hospital do Coração (SP); Hospital Israelita Albert Einstein (SP); Hospital Sírio Libanês (SP) e o Hospital Moinhos de Vento (RS).  E tem como objetivo orientar os profissionais de saúde dos 119 hospitais públicos participantes, que prestam serviço para o SUS, quanto às melhores práticas para o cuidado do paciente.

Participa ainda do Projeto Colaborativo o Institute for Healthcare Improvement – IHI, que tem como referência a melhor prática de saúde para o paciente, aplicados no mundo inteiro. A meta é evitar óbitos a partir do respeito às práticas seguras. Nos últimos oito meses, foram realizadas três Sessões de Aprendizagem, denominadas “SAP’S”, em que foram repassadas as diretrizes, objetivos e metodologia do Projeto.

Para o diretor-executivo do Hospital Sírio Libanês, Fernando Torelly, a grande vantagem deste projeto é que os cinco Hospitais de Excelência, estão juntos na mesma missão, com o mesmo objetivo e meta. Assim, não existe marca que se sobressaia. Somos todos um em prol de uma melhoria e evolução dos hospitais públicos. E com impacto muito importante na vida do cidadão”.

Em agosto de 2018, houve a 3º SAP contando com 600 participantes. O destaque desta edição foram as Oficinas Clínicas e a Conversa dos dirigentes com CEO’s dos hospitais PROADI-SUS.  Dentro do Projeto, três indicadores são norteadores para a redução de 50% das infecções relacionadas à assistência à saúde no país. Entre elas, infecção primária de corrente sanguínea laboratorial (IPCSL); pneumonia associada à ventilação mecânica (PAV); e a infecção do trato urinário (ITU).

De acordo com os indicadores apresentados na última semana, já houve uma redução dessas infecções, o que resultou em 37 vidas salvas proporcionalmente.

Segundo Francisco de Assis Figueiredo, Secretário Nacional de Atenção à Saúde - SAS/MS, a cada trimestre os resultados são crescentes. “Contamos com o envolvimento dos gestores e técnicos de cada hospital participante, além da expertise dos 5 hospitais de excelência para o sucesso desse projeto. ” E completou: “ O que depender do Ministério da Saúde para a estruturação e melhoria do avanço dos indicadores e resultados, podem contar conosco! ”

SOBRE O PROADI-SUS

O Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS) é financiado com recursos de isenção fiscal, concedida aos hospitais filantrópicos, com excelência reconhecida pelo Ministério da Saúde. O Programa visa promover a melhoria das condições de saúde da população. No novo triênio 2018-2020, o Proadi-SUS conta com aproximadamente 40 projetos sob a gestão da Secretaria de Atenção à Saúde- SAS/MS

O PROADI-SUS permite a transferência, desenvolvimento e incorporação de novos conhecimentos e práticas em áreas estratégicas para o SUS por meio da execução de projetos de apoio e na prestação de serviços de saúde ambulatoriais e hospitalares, enquadrados em áreas específicas, estabelecidas pela Lei nº 12.101, de 27 de novembro de 2009.

Saiba mais em: http://portalms.saude.gov.br/acoes-e-programas/proadi-sus

Por Bruna Bonelli, da Secretaria de Atenção à Saúde - SAS/MS
Atendimento à imprensa
(61) 3315- 2898 / 3580

Fim do conteúdo da página