Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Dia D

Início do conteúdo da página

Ministério da Saúde divulga resultado final do Edital de Chamamento Público - Agenda Mais Acesso

Escrito por Gustavo Frasão | | Publicado: Sexta, 23 de Novembro de 2018, 16h38 | Última atualização em Sexta, 23 de Novembro de 2018, 18h36

A divulgação ocorre após finalização da etapa de recursos. Iniciativa vai disponibilizar incentivo financeiro aos estados para qualificar o atendimento em todos os ciclos da vida da mulher

O Ministério da Saúde acaba de publicar o resultado final do Edital de Chamamento Público - Agenda Mais Acesso. A divulgação ocorre após a finalização da etapa de recursos. Agenda Mais Acesso, Cuidado, Informação e Respeito à Saúde das Mulheres vai disponibilizar incentivo financeiro aos estados para qualificar o atendimento em todos os ciclos de vida da mulher.

Entre os objetivos da agenda Mais Acesso, Cuidado, Informação e Respeito à Saúde das Mulheres estão organizar os processos de trabalho na Atenção Básica, considerando a mulher desde a infância até a fase da terceira idade; organizar ações de educação em saúde para adolescentes junto ao programa Saúde na Escola; e incluir a população da Unidade Básica de Saúde (UBS) no planejamento, execução e avaliação das ações que visam o bem estar das mulheres.

Com o edital foi possível selecionar as propostas que visam ampliar e fortalecer a atenção à saúde sexual e saúde reprodutiva das mulheres, em todos os ciclos de vida, com ou sem deficiência, e a inclusão de ações estratégicas que envolvam os homens na sua trajetória reprodutiva e sexual, visando a promoção de saúde e redução de agravos.

Portaria n° 2234 de 23 de julho de 2018 - Agenda SSSR_Edital

Edital de Chamamento Público n° 1 - Agenda Mais Acesso

Resultado

Resultado Provisório Retificado - 01/11/18

Resultado Final

AÇÕES - AGENDA MULHER

Hoje o atendimento às mulheres no Sistema Único de Saúde (SUS) tem foco na adolescência, onde a adolescente tem acesso à Caderneta de saúde do Adolescente; no pré-natal, parto e pós-parto. Para as gestantes, a estratégica Rede Cegonha trabalha o parto normal humanizado e intensifica a assistência integral à saúde das mulheres e crianças até dois anos na rede pública. Um dos objetivos da Rede Cegonha é reduzir cada vez mais a taxa de mortalidade materna e neonatal e as ocorrências de cesarianas desnecessárias na rede pública de saúde.

Para reduzir a morte materna, o Ministério da Saúde implementou também o Projeto de Aprimoramento e Inovação no Cuidado e Ensino em Obstetrícia e Neonatologia (Apice ON), o Projeto Zero Morte Materna por Hemorragia, e o Projeto Parto Cuidadoso. Essas ações visam fortalecer a humanização do atendimento das gestantes, a melhoria da atenção pré-natal, nascimento e pós-parto, assim como instituído medidas de orientação e qualificação dos profissionais de saúde, tanto no âmbito da Atenção Básica como na Urgência e Emergência.

Com foco nos direitos sexuais e reprodutivos, além do DIU, o Ministério da Saúde financia a oferta gratuita de oito métodos contraceptivos: preservativo feminino e masculino, pílula combinada, anticoncepcional injetável (mensal e trimestral), diafragma, anticoncepção de emergência (pílula do dia seguinte) e minipílula. São métodos seguros e reversíveis. Determinar qual contraceptivo utilizar é uma conduta exclusiva entre médico e paciente.

Informações e dúvidas no e-mail saude.mulher@saude.gov.br ou 61-3315.9101/9112

Fim do conteúdo da página