Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Banner estatico portal 960 x 100

Início do conteúdo da página

Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS analisa propostas para o período de 2018 a 2020

Escrito por Alessandra Bernardes | | Publicado: Terça, 23 de Janeiro de 2018, 16h41 | Última atualização em Terça, 23 de Janeiro de 2018, 16h41

Mais de R$ 2 bilhões procedentes de isenção fiscal devem ser destinados à saúde nos próximos três anos

Cerca de 50 propostas em avaliação de tecnologia, capacitação de profissionais, organização das redes de atenção, entre outros temas prioritários para a saúde no país, foram apresentadas durante o Seminário de Planejamento Técnico do Programa de Apoio ao Desenvolvimento do SUS (Proadi-SUS), realizado nesta terça-feira, 23, em Brasília. Os projetos foram trazidos pelos hospitais Albert Einstein, Moinhos de Vento, Sírio Libanês, do Coração, Oswaldo Cruz, todos cadastrados junto ao Ministério da Saúde como estabelecimentos de excelência. As instituições também ficam responsáveis pela execução das propostas que forem aprovadas.

Para o Secretário Executivo do Ministério da Saúde, Antônio Carlos Nardi, “o Proadi tem comprovado a sua relevância para o fortalecimento e qualificação de ações que aprimoram o sistema de saúde brasileiro. A gestão do triênio que se inicia deve manter sua eficiência para que o programa continue a crescer e a gerar benefícios para a população”, ressaltou o executivo.

Saiba mais sobre o Proadi-SUS

Participaram ainda do evento os presidentes e secretários executivos do Conselho Estadual dos Secretários de Saúde (CONASS) e do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS), que acompanham os projetos via Comissão Intergestores Tripartite, onde participam os três entes da federação. “O setor saúde está em constante mudança, é fundamental que haja projetos de pesquisa e de formação de profissionais para que o sistema continue em constante atualização e aprimore o atendimento ao cidadão”, finalizou Mauro Junqueira, presidente do CONASEMS.

Criado para apoiar o desenvolvimento institucional do Sistema Único de Saúde (SUS), o Programa é financiado com recursos de isenção fiscal (Confins e cota patronal do INSS), concedida aos hospitais filantrópicos reconhecidos de excelência pelo Ministério da Saúde. A parceria entre as instituições e os gestores do SUS fomenta a produção de conhecimentos e de práticas que proporcionam a qualificação de setores estratégicos na gestão e a prestação de serviços públicos em saúde no país.

Por Nucom Secretaria Executiva
Atendimento à imprensa
(61) 3315-3174/3580

Fim do conteúdo da página