Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

INFORME AS DOSES E ESTOQUES DAS VACINAS EM SEU MUNICÍPIO ATÉ 30/11

Início do conteúdo da página
Hórus Indígena

DSEI MG/ES realiza treinamento para implantar sistema nos Polos Base

Escrito por Leonardo | | Publicado: Quarta, 09 de Abril de 2014, 15h41 | Última atualização em Quarta, 09 de Abril de 2014, 15h44

O Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Minas Gerais e Espírito Santo está se preparando para implementar o Sistema Nacional de Gestão da Assistência Farmacêutica (Hórus Indígena) nos Polos Base, além de ampliar a cobertura dos insumos no DSEI, Casa de Saúde Indígena (Casai) e Polos Base. A implantação do Hórus no DSEI ocorreu em setembro de 2012 e, na Casai, em fevereiro do ano passado.

Na última semana de março, cerca de 50 trabalhadores - entre farmacêuticos, odontólogos, enfermeiros e outros profissionais de saúde -, participaram de um treinamento para a implantação e operacionalização do Hórus, realizado no laboratório de informática da Faculdade de Administração de Governador Valadares (FAGV).

O objetivo foi capacitá-los para multiplicar o treinamento e realizar a ampliação da cobertura de medicamentos, materiais médico-hospitalares e insumos odontológicos. “Além do Hórus e suas ferramentas, também foram abordadas as ações da Assistência Farmacêutica presentes no Plano Distrital 2012-2015 do DSEI-MG/ES e a reorganização dos serviços”, explica a farmacêutica do DSEI, Reilivone Amorim Firmato. 

A coordenadora do DSEI-MG/ES, Elizabeth Cristina Gosling Stehling, acredita que “o Hórus é uma importante ferramenta para auxiliar os gestores de saúde na qualificação da assistência farmacêutica e a sua implantação permite a avaliação e o monitoramento do serviço prestado, além de ser imprescindível para o planejamento das ações e serviços de assistência farmacêutica”.

O presidente do Conselho Distrital de Saúde Indígena (Condisi), Ivan Pankararu, participou da abertura do evento. “É importante capacitar os profissionais da saúde indígena, bem como executar os serviços com transparência e informações confiáveis”, ressaltou. Participaram representantes de todos os Polos Base e Casais que atendem as etnias Xakriabá, Maxakali, Xukuru-kariri, Krenak, Mokurin, Kaxixó, Pataxó, Guarani, Tupinikim,  Pankararu.

Por Graziela Oliveira
* Com informações do DSEI MG/ES

Fim do conteúdo da página