Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Banner estatico portal 960 x 100

Início do conteúdo da página

Secretário realiza visita a comunidades indígenas do Ceará

Escrito por Leonardo | | Publicado: Sexta, 01 de Agosto de 2014, 13h40 | Última atualização em Quinta, 07 de Agosto de 2014, 12h38

A organização dos serviços assistenciais nos Polos Base de Saúde, aliada à participação e organização do Controle Social e, sobretudo, o entusiasmo e comprometimento das equipes de saúde foram aspectos que chamaram atenção do secretário Especial de Saúde Indígena, Antônio Alves, em visita às comunidades indígenas do estado do Ceará. Nos últimos dois dias, quarta (30) e quinta-feira (31), Alves esteve acompanhado da coordenação técnica do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Ceará visitando estabelecimentos de saúde e comunidades indígenas nos municípios de Manacanaú, Caucaia e Itarema (CE). O objetivo foi conhecer de perto o trabalho realizado pelo distrito e conversar com caciques, lideranças indígenas e profissionais de saúde sobre as principais dificuldades enfrentadas na assistência de uma população de quase 23 mil indígenas.

“Volto para Brasília muito feliz com o que vi aqui. A organização dos serviços do Polo Base dos Pitaguaris; a harmonia entre a gestão, profissionais, Controle Social e a própria comunidade, como vimos lá nos Tapebas; e este amor ao trabalho que vimos com as equipes do Polo dos Tremembés. Fico mais feliz ainda em ver que os avanços são apontados pelos próprios trabalhadores e pela própria comunidade”, destacou o secretário Antônio Alves.

A visita da comitiva da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) no estado do Ceará teve início pelo Polo Base de Manacanaú, situado na região metropolitana de Fortaleza (CE). A unidade conta com a atuação de duas Equipes Multidisciplinares de Saúde Indígena (EMSI) completas, com médico, enfermeiros, técnicos de enfermagem, odontólogos, Agentes Indígenas de Saúde (AIS) e Agentes Indígenas de Saneamento (AISAN), e é responsável pela assistência de cerca de 4.400 indígenas da etnia Pitaguari. Durante a visita, Alves teve a oportunidade de conversar com lideranças, trabalhadores do Polo, com o vice-prefeito do Município de Pacatuba (CE), Marcelo Augusto, e com a secretária de Saúde do município, Cristiana Alves.

Terreiro Sagrado do Povo Tapeba
Partindo de Manacanaú, a comitiva seguiu para Caucaia (CE), onde visitou o Terreiro Sagrado do Pau Branco, na aldeia Lagoa dos Tapebas. O município de Caucaia concentra a maior população indígena do esta do Ceará, com cerca de 9.700 indígenas, sendo que pouco mais de oito mil são da etnia Tapeba.

“Queremos agradecer os avanços que temos constatados desde a transferência das competências da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) para a Sesai com a contratação de mais profissionais, equipes de saúde completas, aquisição de veículos. Sabemos que os desafios são grandes, mas esperamos que os avanços continuem”, disse o presidente do Conselho Local de Saúde Indígena (CLSI), Fernando Tapeba.

Entre as principais reinvindicações da comunidade está a construção do Polo Base de Saúde de Caucaia e a unidade básica de saúde da comunidade indígena Anacé. Outra solicitação da comunidade Tapeba foi para que a Sesai amplie a capacidade gerencial do DSEI.  “Antes da Sesai ser criada, nós tínhamos no estado do Ceará a informação de que havia quatro povos em seis municípios. Nos últimos quatro anos, conseguimos fazer o reconhecimento e a inserção dos demais povos da região, e hoje temos 14 povos em 18 municípios. Isso fez com que as demandas do DSEI ampliassem consideravelmente e agora precisamos de mais suporte”, disse a liderança indígena, Dourado Tapeba.

A coordenadora do DSEI Ceará, Meire Fontes, aproveitou a oportunidade para ratificar os investimentos realizados pelo distrito para cumprir a risca o que prevê o Plano Distrital de Saúde Indígena do DSEI Ceará. “Nós já temos projetos e recursos para a construção do Polo Base de Caucaia e para construção de uma Unidade Básica de Saúde para o povo Anacé. Estaremos licitando as obras nos próximos dias e daremos início às construções o quanto antes”, afirmou a coordenadora. O investimento em ambas as obras é de R$ 1.059.945,05.

Tremembés
A última comunidade indígena visitada foi o povo Tremembé, localizado às margens do oceano, no município de Itamaré (CE). Em um jantar organizado pela equipe de Saúde do Polo Base, na Escola Indígena Maria Venâncio, Alves pôde conversar com profissionais de saúde e lideranças indígenas. O secretário ouviu dos próprios profissionais relatos de experiências bem sucedidas e elogios para os avanços constatados no DSEI nos últimos anos. O secretário manifestou alegria em conhecer o entusiasmo da equipe de saúde do Polo Base. “Fico feliz de chegar aqui e ver que vocês estão caminhando bem, que conseguem identificar os obstáculos e construir as soluções de forma efetiva”, pontuou Antônio Alves.

Assim como foi constatado nas demais comunidades do Ceará, o principal pedido dos Tremembés foi para que a Sesai priorize o abastecimento de água na região. A coordenadora do DSEI, Meire Fontes, destacou os investimentos do distrito para sanar a falta de água nas terras indígenas e voltou a confirmar o compromisso de continuar investindo em Sistemas de Abastecimento de Água. “Recebemos da Funasa, quando da transição para a Sesai, apenas 24 sistemas de abastecimento de água implementados. Em dois anos, já conseguimos implementar outros 20”, disse Meire Fontes.

Sede do DSEI
A passagem da comitiva da Sesai pelo estado do Ceará foi encerrada com uma visita à sede do DSEI. Alves ouviu atentamente a reinvindicação dos servidores pela criação da gratificação para quem atua na Saúde Indígena e explicou como está o andamento do pleito, bem como a situação do concurso. “Somos defensores da gratificação e fomos os primeiros a propor que houvesse tal gratificação, ainda no período do Grupo de Trabalho (GT) que estudou a transferência das competências da Funasa para aSesai, numa época que nem os servidores reivindicavam. Apresentamos duas propostas ao Ministério do Planejamento e, assim como vocês, estamos ansiosos para que estas propostas sejam enfim aceitas”, disse Alves.

Por Felipe Nabuco

 

 

Fim do conteúdo da página