Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Banner estatico portal 960 x 100

Início do conteúdo da página

Condisi Interior Sul reelege presidente e vice

Escrito por Leonardo | | Publicado: Quarta, 06 de Agosto de 2014, 11h12 | Última atualização em Quarta, 06 de Agosto de 2014, 11h12

Ilírio Roque Portela e José Levino Daniel foram reeleitos, nessa terça-feira (5), presidente e vice-presidente, respectivamente, do Conselho Distrital de Saúde Indígena (Condisi) Interior Sul. A eleição ocorreu durante o primeiro dia da segunda reunião deste ano do conselho, em Porto Alegre.

Ilírio e José Levino seguem a frente do Condisi por mais dois anos. Após vencer as eleições com 34 votos contra 18 da chapa formada por Alexandre Barbosa e Márcio Lourenço, Ilírio destacou as conquistas do Controle Social durante o primeiro mandato.

"Se formos hoje ao DSEI Interior Sul veremos que ainda há muito a ser feito, mas que avançamos e estamos muito a frente do que tínhamos há dois anos", argumentou. Para ele, determinação e trabalho em conjunto com a gestão são fatores que proporcionaram as melhoras.

"Muitas barreiras foram quebradas e as demandas encaminhadas até a Sesai em Brasília. Vontade não vai faltar para continuarmos trabalhando", disse Ilírio. So segundo mandato, um dos focos será reaproximar a gestão dos conselheiros paranaenses e trabalhar em conjunto com os representantes do Condisi Litoral Sul, Hyral Moreira e Zico da Silva. "Vamos precisar de muita união junto com os colegas do Litoral Sul nesta época de mudanças na saúde indígena do sul do país", concluiu.

Para José Levino, conhecido pelos conselheiros como Chiquinho, todo o esforço é em busca de melhores condições de trabalho para as Equipes Multidisciplinares de Saúde Indígena (EMSI) e consequentemente a oferta de melhores serviços de saúde aos mais de 46 mil índios do DSEI Interior Sul. "O Ccontrole Social é a base para termos uma saúde de qualidade, é a chave para termos serviços de qualidade", afirmou Chiquinho.

Missão Caiuá
Antes da eleição, os conselheiros acompanharam uma apresentação do representante da Missão Evangélica Caiuá, Demétrios Pareja. A entidade possuiu convênio com o distrito para a contratação de profissionais, além do apoio às ações de Controle Social e educação permanente dos trabalhadores.

Demétrios destacou que os convênios da entidade com a Sesai fazem da Caiuá a maior empregadora de índios do país, com mais de cinco mil profissionais nos 18 distritos que possui convênio. Ao todo, são nove mil profissionais. No interior sul são 623 vagas. Do total, Demétrios informou que 597 vagas já foram preenchidas, número considerado satisfatório, tendo em vista a dificuldade de preecher algumas vagas com alto índice de rotatividade, como Agente Indígena de Saúde (AIS) e Agente Indígena de Saneamento (Aisan).

Outro item destacado na conversa foi a necessidade de diálogo permanente entre os trabalhadores do subsistema e as entidades sindicais que representam os trabalhadores. Demétrios explicou que a OngG teve dificuldade para fechar um acordo com um sindicato que representasse a categoria devido à distância entre entidades sindicais e a realidade dos trabalhadores da saúde indígena. Para ele, seria uma boa iniciativa se os trabalhadores fizessem esforços no sentido de aproximar as entidades sindicais do dia a dia dos profissionais da Sesai.

Por Francisco Souza

 

 

Fim do conteúdo da página