Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Todas as crianças de 6 meses a menores de 1 ano devem ser vacinadas contra o sarampo

Início do conteúdo da página

DSEI Vilhena realiza II reunião do Grupo Técnico de Vigilância do Óbito

Escrito por Leonardo | | Publicado: Quinta, 11 de Setembro de 2014, 10h40 | Última atualização em Quinta, 11 de Setembro de 2014, 10h40

O Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Vilhena realizou, na última terça-feira (09), no auditório do Conselho Municipal de Saúde (PROFORMAR), no município de Cacoal (RO), a II reunião do Grupo Técnico de Vigilância do Óbito (GTVO) do distrito.

O objetivo da reunião foi reafirmar que a vigilância de óbitos é um processo contínuo e sistemático de coleta, análise, interpretação e difusão de dados relacionados com a identificação, notificação, mediação, determinação de causas e prevenção de mortes materno-infantil, fetal e de Mulheres em Idade Fértil (MIF), com o propósito de formular medidas de prevenção adequadas. 

"A vigilância de óbito indígena contribui para o monitoramento desses eventos e para a melhoria dos registro dos óbitos, orienta ações de intervenção para sua prevenção e informa sobre o contexto social e econômico da comunidade contribuindo, assim, para a avaliação das ações e dos serviços de saúde", explica a coordenadora distrital, Alda Uchôa.

Participaram da reunião a responsável técnica do DSEI pela Saúde da Mulher e da Criança, as coordenadoras técnicas da Equipe Multidisciplinar de Saúde Indígena (EMSI) dos Polos Bases de Cacoal, Vilhena, Juína e Aripuanã, as Responsáveis Técnicas pelas Casas de Saúde Indígena (CASAIs) de Cacoal e Vilhena e a médica da Estratégia Saúde Família Indígena do Polo Base de Cacoal.

 

 

Assuntos em destaques

Fim do conteúdo da página