Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Banner estatico portal 960 x 100

Início do conteúdo da página
PADRONIZAÇÃO

Profissionais da Sesai são capacitados sobre monitoramento de convênios

Escrito por Leonardo | | Publicado: Quinta, 12 de Março de 2015, 15h29 | Última atualização em Quinta, 12 de Março de 2015, 15h32

A Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) encerrou, nesta quinta-feira (12), a oficina de capacitação para aplicação da portaria nº 15/2014, que regulamenta os procedimentos de acompanhamento e monitoramento das ações na atenção à saúde dos povos indígenas por meio de convênios.

Durante três dias, representantes da Divisão de Atenção à Saúde Indígena (DIASI) dos 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEIs) se reuniram em Brasília (DF). “O objetivo foi alinhar o conteúdo que é inserido nas planilhas do Sistema de Convênios do Governo Federal (SICONV) para que haja uma padronização no momento da auditoria feita pela Controladoria Geral da União (CGU)”, explica a coordenadora Geral de Planejamento e Orçamento da Sesai, Rozângela Fernandes Camapum.

Nas planilhas, são introduzidas informações sobre produção, escala de trabalho, indicadores de saúde, atendimentos médicos e de enfermagem e cobertura de programas, como imunização, saúde bucal e vigilância alimentar e nutricional. “O trabalhador vai para a área, faz as notações e depois repassa para o profissional do DSEI que vai inserir os dados no sistema. Esse trabalho é feito mensalmente”, concluiu Rozângela.

Atualmente, existem 13 mil trabalhadores nas aldeias, contratados pelas três conveniadas que executam ações complementares de atenção à saúde indígena: o Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (IMIP), a Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM) e a Missão Evangélica Caiuá.

“Essa capacitação foi importante para que todos os técnicos que trabalham com o SICONV possam elaborar relatórios mensais de forma qualificada e de acordo com a regulamentação exigida pela Sesai e pelos órgãos fiscalizadores”, disse o chefe da DIASI do DSEI Litoral Sul, André Luiz Martins.

Nesta sexta-feira (13), a oficina será realizada com representantes do Serviço de Edificações e Saneamento Ambiental Indígena (SESANI).

Por Graziela Oliveira
Foto: Luís Oliveira/Sesai-MS

Clique aqui para ver mais fotos

Fim do conteúdo da página