Ir direto para menu de acessibilidade.
    Você está aqui:
  1. Página inicial
  2. >
  3. Últimas notícias
  4. >
  5. Notícias SESAI
  6. >
  7. DSEI Alto Rio Juruá capacita trabalhadores sobre prevenção de doenças transmitidas por vetores
Início do conteúdo da página

DSEI Alto Rio Juruá capacita trabalhadores sobre prevenção de doenças transmitidas por vetores

Escrito por Tatiana Teles | Publicado: Quinta, 09 de Novembro de 2017, 15h26 | Última atualização em Quinta, 09 de Novembro de 2017, 16h17

Curso abordou rotinas da vigilância em saúde formas de prevenção de malária, dengue, zika e chikungunya

Foto: Luís Oliveira

Coordenadora do DSEI ARJ, Milena Lopes, no Curso de Atualização em Medidas de Combate à Malária, Dengue, Zika e Chikungunya

Como parte da preparação para o período epidêmico, o Distrito Sanitário Especial Indígena do Alto Rio Juruá (DSEI ARJ) promove o Curso de Atualização em Medidas de Combate à Malária, Dengue, Zika e Chikungunya, com participação de 29 trabalhadores, entre agentes de endemias, agentes indígenas de saúde, técnicos de laboratório e servidores. Iniciado na manhã desta segunda-feira (06), o curso segue até esta quinta-feira (09), em Cruzeiro do Sul (AC). “Informação nunca é demais e nosso compromisso é capacitar sempre nossos trabalhadores”, disse a coordenadora do DSEI ARJ, Milena Lopes da Silva, na abertura do evento.

A região de Cruzeiro do Sul registrou, no último ano, casos de malária e de dengue, mas ainda não foram registrados casos de zika e chikungunya. “É necessário preparação, porque podem existir casos e nossos profissionais vão precisar identificar a doença e dar o alerta”, explica Sebastião Melo de Carvalho, referência técnica em endemias do DSEI ARJ. Entre os temas abordados no curso, esclarecimentos sobre os problemas relacionados à malária em gestantes. “A malária gestacional pode ocasionar aborto, parto prematuro e até malformação no feto, entre outras complicações”, enumerou Rodrigo Medeiros, professor dos cursos de Ciências Biológicas e de Enfermagem da Universidade Federal do Acre (UFAC), que tratou também das especificidades do tratamento da malária em gestantes. Com sede em Cruzeiro do Sul (AC), o DSEI ARJ abrange uma área de mais de 216 mil km², composto por oito municípios, onde vivem 17,2 mil indígenas de 16 etnias, reunidos em 123 aldeias, inclusive a população de recente contato do Xinane. Por Beth Almeida, do Nucom SESAI
Atendimento à Imprensa
(61) 3315-3580/2351/2745

Fim do conteúdo da página