Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Banner estatico portal 960 x 100

Início do conteúdo da página

DSEI Xavante realiza ação de articulação interinstitucional

Escrito por Tatiana Teles | | Publicado: Terça, 27 de Fevereiro de 2018, 12h58 | Última atualização em Terça, 27 de Fevereiro de 2018, 15h18

Ações entre UFMT e MPF vai ampliar a atuação em temas relacionados à Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Criança

Box Title

Crédito: DSEI Xavante/Divulgação

Durante a reunião houve debates sobre o perfil epidemiológico das comunidades indígenas da região

O Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Xavante realizou na semana de 19 a 23/02, em Barra do Garças (MT), a primeira reunião para articulação interinstitucional com representantes da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Ministério Público Federal (MPF) e profissionais do DSEI.

O objetivo do encontro é buscar um diálogo constante com demais entidades para melhoria das ações de saúde nas diferentes áreas de atuação da atenção básica de saúde que o DSEI realiza. O foco é fortalecer as ações de prevenção de agravos e promoção da saúde, diminuindo, consequentemente, os índices de mortalidade.

Durante as discussões, foram ressaltados todos os programas instituídos pelo Ministério da Saúde, com ênfase nos temas da saúde mental, da criança, vigilância alimentar e nutricional. Além disso, houve espaços para debates relacionados à análise do perfil epidemiológico das comunidades indígenas da região, bem como qualificação das informações e dos serviços prestados, visando reduzir a morbimortalidade indígena por causa evitáveis.

De acordo com Dorly Candido, chefe da Divisão de Atenção à Saúde do DSEI Xavante, essa parceria faz parte das ações da Agenda Integrada da Saúde da Criança, lançada pela Sesai/MS no ano passado.  “O diálogo com as demais instituições do Estado vai ajudar a fortalecer e ampliar os programas de proteção e atenção integral à saúde da criança indígena, com propósito a reduzir a mortalidade infantil por causas evitáveis, por meio de ações de qualificação da assistência, promoção à saúde e sensibilização de todas as esferas de trabalho e da sociedade, visando assegurar o direito à saúde e a qualidade de vida das crianças, mulheres e famílias indígenas xavantes”, destacou.

Dentre as ações pactuadas, além da ampliação do diálogo e ações conjuntas com o MPF, a UFMT vai auxiliar no levantamento situacional do DSEI, disponibilizando alunos dos cursos da área da saúde, para que, em parceria com as Equipes Multidisciplinares de Saúde Indígena (EMSI), possam realizar com mais frequência as ações de Educação em Saúde dentro das aldeias.

Agenda Integrada

A Agenda Integrada de Ações de Saúde da Criança Indígena é uma estratégia elaborada pela Sesai/MS, em parceria com a Secretaria de Atenção à Saúde (SAS) do Ministério da Saúde, que tem a finalidade de reduzir o adoecimento e óbitos infantis por causas evitáveis.

Estas ações estão previstas na Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Criança (PNAISC), distribuídas nos seguintes eixos: a atenção humanizada e qualificada à gestação, parto, nascimento e recém-nascido; aleitamento materno e alimentação complementar saudável; promoção e acompanhamento do crescimento e desenvolvimento integral; atenção a crianças com agravos prevalentes na infância e com doenças crônicas; atenção à criança em situação de violências, prevenção de acidentes e promoção da cultura de paz; atenção à saúde de crianças com deficiência ou em situações específicas e de vulnerabilidade; e vigilância e prevenção do óbito infantil, fetal e materno.

Por Tiago Pegon, do Nucom Sesai 
Atendimento à imprensa  
(61) 3315-3580 / 2745 / 2351

 

Fim do conteúdo da página