Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Banner estatico portal 960 x 100

Início do conteúdo da página

Oficina reúne participantes de curso sobre saúde indígena

Escrito por Tatiana Teles | | Publicado: Sexta, 18 de Maio de 2018, 13h17 | Última atualização em Segunda, 21 de Maio de 2018, 13h18

Encontro está sendo realizado em Cuiabá, com participação de cerca de 95 trabalhadores de nível superior

Profissionais com graduação superior dos cinco Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEIs) do Estado de Mato Grosso participam, até esta quinta-feira (17), em Cuiabá, da primeira Oficina de trabalho do Projeto de Educação Permanente para profissionais de nível superior, desenvolvido pela Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), em parceria com a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Projeto Xingu e Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM).

Esta primeira oficina aborda os temas relacionados ao Módulo I, “Pensando e Fazendo o Trabalho em Saúde Indígena”, do curso que está sendo ofertado a estes profissionais. O objetivo do encontro é refletir sobre os princípios da educação permanente em saúde indígena e valorizar os espaços de educação permanente no cotidiano de trabalho das Equipes Multidisciplinares de Saúde Indígena (EMSI).

Foram selecionados para participação na oficina cerca de 95 trabalhadores, entre enfermeiros, assistentes sociais,odontólogos, psicólogos, farmacêuticos e nutricionistas que atuam nos DSEIs Cuiabá, Xavante, Kaiapó Mato Grosso, Xingu e Araguaia, por terem concluído o módulo I dentro do prazo e com melhores acesso e participação na plataforma.

Curso

O primeiro módulo do curso abordou as especificidades das populações indígenas e suas necessidades de saúde, bem como um histórico da saúde indígena e do Subsistema de Saúde Indígena do Sistema Único de Saúde (SasiSUS) e aspectos relacionados ao trabalho em contexto intercultural.

Além de profissionais dos DSEIs de Mato Grosso, também participam do curso trabalhadores de nível superior dos DSEIs Altamira (PA), Alto Rio Negro (AM), Guamá-Tocantins (PA), Kaiapó Pará (PA), Rio Tapajós (PA) e Yanomami (RR). Em uma segunda etapa, o projeto deve ser ampliado aos profissionais dos outros 23 DSEIs.

Por Beth Almeida do Nucom Sesai
Atendimento à imprensa 
(61) 3315-3580/2351/2745

Fim do conteúdo da página