Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

borboletas

Início do conteúdo da página

Reunião do Fórum de Conselheiros Indígenas ressalta importância da 6ª CNSI

Escrito por Tatiana Teles | | Publicado: Quinta, 14 de Junho de 2018, 15h40 | Última atualização em Terça, 07 de Agosto de 2018, 13h31

Com a presença do ministro da saúde, Fórum de Presidentes de Condisi tem confirmada a realização da Conferência Nacional de Saúde Indígena

Box Title
Foto: Alejandro Zambrana/Sesai-MS

A 25ª reunião ordinária do Fórum de Presidentes dos Conselhos Distritais de Saúde Indígena (FPCondisi), realizada em Brasília (DF), entre os dias 6 e 8/6, teve como deliberação principal a aprovação do Documento Orientador e do Regimento da 6ª Conferência Nacional de Saúde Indígena (6ª CNSI). A convocação foi confirmada pelo ministro da Saúde, Gilberto Occhi, que participou pela primeira vez da reunião junto às lideranças indígenas.

Entre outros temas que foram debatidos durante a reunião destacam-se: a transição dos atuais convênios voltados para prestação de serviços complementares de saúde, pelos quais as entidades beneficentes da área de saúde realizam o apoio a execução de ações de saúde indígenas junto aos Distritos Sanitários Especiais Indígenas - DSEIs .

Além disso, também foram realizadas ações de prestação de contas por meio das equipes de gestão e orçamento da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), junto aos presidentes de Condisi, em relação à descentralização de recursos financeiros para os DSEIs – investimentos, aquisição de equipamentos e serviços e os valores gastos para tais atividades.  Houve também espaço para explicações sobre orçamento da saúde indígena, por meio do subsecretário de Planejamento e Orçamento do MS, Arionaldo Bomfim.

As deliberações sobre a realização da 6ª CNSI teve o documento orientador e o regimento da atividade aprovada no plenário do Conselho Nacional de Saúde (CNS). A proposta do grupo é de que a etapa nacional seja realizada em maio de 2019 e com o tema central a “Política Nacional de Atenção à Saúde aos Povos Indígenas (PNASPI): atenção diferenciada, vida e saúde nas comunidades indígenas”.

Para o ministro da saúde, as ações de saúde indígena por meio da Sesai continuam com o apoio integral do MS. “O respeito aos povos indígenas é um direito e um dever de todos. Ter um espaço como a 6ª CNSI para discussão e ampliação das ações de saúde indígena é importante. A portaria que viabiliza a realização da Conferência será assinada com a maior brevidade possível”, destacou Occhi.

Segundo o secretário da Sesai, Marco Antonio Toccolini, a presença do ministro e o compromisso da Secretaria em ouvir os povos indígenas junto ao Fórum  possibilitam  as constantes melhorias na gestão dos serviços. “O cuidado e atenção à saúde dos povos indígenas, de maneira integral e plural, é a nossa principal atribuição. O Condisi é a base da construção de uma política ideal para que possamos realizar a atenção em saúde da forma que contemple as necessidades das comunidades indígenas brasileiras”, afirmou.
O representante da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB) e Articulação dos Povos e Organizações Indígenas do NE, MG e ES (APOINME), Paulo Tupiniquim, aproveitou a ocasião para ressaltar a importância do fortalecimento da Sesai. “Reconhecemos que com a criação da Sesai conseguimos melhorar o atendimento aos nossos povos. E estamos aqui para debater sobre formas de ampliar esse atendimento e fortalecer as ações desempenhadas pela Secretaria”, lembrou.

O 2º coordenador adjunto do FPCondisi, Sandro Tkwiry Kayapó, também destaca que a realização de atividades como a 6ª CNSI destaca o protagonismo dos indígenas nas tomadas de decisões. “O diálogo deve ser ampliado sempre, e a luta em prol de uma saúde de qualidade para nossos povos vem das tomadas de decisões da base, discutindo com a comunidade e trazido até aqui”, ressalta.

Condisi

A presença dos 34 presidentes de Condisi durante as reuniões do FPCondisi fortalece o debate e a tomada de decisão dos povos indígenas em relação às ações conjuntas, que dessa forma ajudam a ampliar as atividades de atenção básica de saúde junto aos DSEIs.

Parte disso está a complementação dos mandatos dos Conselhos Distritais, onde três novos recém-eleitos presidentes de Condisi participaram pela primeira vez da reunião em Brasília. São eles: Fernando Moura Neto, da etnia Pitaguary, presidente do Condisi Ceará; Valdomiro Rodrigues, da etnia Tupy, presidente do Condisi Cuiabá; e a presidente do Condisi Potiguara, Itajaciana Maximiano da Silva.

Também foram aprovadas o formato para acompanhamento das ações do FPCondisi junto à Sesai, que se dará por meio de comissões temáticas como: comissão de gestão da saúde indígena; de assistência farmacêutica, de atenção à saúde indígena, de saneamento e edificações; de planejamento e orçamento; e de comunicação e informação da saúde indígena.

Veja mais fotos do encontro

Por Tiago Pegon, do Nucom Sesai
Atendimento à imprensa
(61) 3315-3580 / 3533

 

 

Fim do conteúdo da página