Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Campanha Amamentação 2019

Início do conteúdo da página

DSEI Cuiabá implementa melhorias de transporte

Escrito por Gustavo Frasão | | Publicado: Segunda, 12 de Novembro de 2018, 11h30 | Última atualização em Segunda, 12 de Novembro de 2018, 15h36

Medidas administrativas e gerenciais geram economia na logística para deslocamentos de profissionais e usuários

Foto: Patrícia Ferreira

Para garantir melhores condições aos serviços de saúde indígena na região do Distrito Sanitário Especial Indígena Cuiabá (DSEI), a coordenação distrital tem realizado adequações no modelo de organização das ações de saúde no âmbito de seu território. Um exemplo é o novo contrato de locação da frota de veículos para atendimentos na sede do DSEI, Polos Base e aldeias das dez etnias sob a jurisdição do DSEI Cuiabá. Serão 30 veículos locados por mês, o que vai garantir a mesma cobertura assistencial e gerar mais conforto aos usuários no atendimento.

Segundo o coordenador distrital de Cuiabá, Argon Norberto Hachmann, responsável pela implementação do novo sistema de gestão de transportes, “o recurso economizado passará a fazer parte do orçamento e será aplicado em ações de promoção e prevenção à saúde, bem como em insumos e equipamentos para as Unidades Básicas de Saúde Indígena (UBSI), dando melhores condições de trabalho a todos os profissionais, sejam indígenas ou não, bem como qualificar a assistência aos usuários”.

O Distrito Sanitário Especial Indígena Cuiabá tem sob sua jurisdição uma população de 8.316 indígenas de dez etnias: Kurâ (Bakairí), Boe (Bororo), Haliti (Paresi), Chiquitano, Balatiponé (Umutina), Guató, Enawene Nawe, Myky, Irantxe e Nambikwara. Para prestar atendimento básico de saúde aos indígenas, o DSEI conta com dez Polos Base – quatro administrativos (Cuiabá, Rondonópolis, Tangará da Serra e Brasnorte) e seis assistenciais (Chiquitano, Bacaval, Três Lagoas, Rio Verde, Meruri e Pakuera) – e 31 UBSI.

Essa população indígena vive em 18 municípios mato-grossenses: Barão de Melgaço, Barra do Bugres, Nobres, Poxoréu, Rondonópolis, Santo Antônio do Leverger, Porto Esperidião, Brasnorte, Comodoro, Sapezal, Campo Novo do Parecis, Tangará da Serra, Diamantino, Nova Lacerda, Conquista D`Oeste, General Carneiro, Paranatinga e Planalto da Serra.

Desde 2016, a Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI) tem intensificado a orientação às coordenações distritais dos DSEI para a adoção de sistemas de gestão mais eficientes e transparentes na aplicação dos recursos financeiros e dos investimentos na qualificação de profissionais e agentes de saúde. São procedimentos que garantem e ampliam a eficácia dos resultados no atendimento aos indígenas.

Por Patrícia Ferreira, do DSEI Cuiabá
Atendimento à imprensa: (61) 3315.3580

Fim do conteúdo da página