Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Todas as crianças de 6 meses a menores de 1 ano devem ser vacinadas contra o sarampo

Início do conteúdo da página

Mês de Vacinação dos Povos Indígenas é lançado pelo DSEI Maranhão

Escrito por Gustavo Frasão | | Publicado: Sexta, 03 de Maio de 2019, 14h58 | Última atualização em Sexta, 03 de Maio de 2019, 14h58

Ação é parte de uma programação que envolve todos os territórios indígenas ao longo do mês de maio

O Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Maranhão realizou, no dia 25 de abril, o lançamento do Mês de Vacinação dos Povos Indígenas (MVPI) e da Campanha Contra Influenza 2019. Essa ação foi direcionada a indígenas da etnia Ka’apor, que vivem na Aldeia Axinguirendá – município maranhense de Centro de Guilherme –, atendida pelo Polo Base de Zé Doca.

Quinhentos e onze indígenas foram vacinados e o trabalho contou com 35 profissionais de saúde. Desses, 25 são colaboradores do Polo Base de Zé Doca, onde o evento foi planejado e organizado. Essa base da Saúde Indígena é composta por médicos, enfermeiros, odontólogos, técnicos em enfermagem, agentes de saúde bucal, Agentes Indígenas de Saúde (AIS), Agentes Indígenas de Saneamento (AISAN) e motoristas.

O ato de lançamento reuniu a coordenadora substituta do DSEI Maranhão, Rosa Maria Pinto; o presidente do Conselho Distrital de Saúde Indígena (Condisi) Maranhão, Edilson Cryhcryh Krikati; integrantes locais da Divisão de Atenção à Saúde Indígena (DIASI); coordenadores de outros Polos Base do Distrito; lideranças Indígenas de outras regiões; representantes do governo do Estado e da região próxima ao município-sede do evento; além da imprensa local e estadual.

Embora o lançamento da ação de saúde tenha sido realizado no dia 25 de abril, a imunização dos indígenas no DSEI Maranhão já vinha sendo feita desde o dia 19. O MVPI ocorre anualmente no período de 20 de abril a 19 de maio e tem o propósito de intensificar a vacinação nos territórios indígenas e melhorar a cobertura vacinal, principalmente nas áreas de maior dificuldade de acesso.

Fortalecimento da vigilância epidemiológica

O Mês de Vacinação dos Povos Indígenas é coordenado anualmente pela Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI), órgão do Ministério da Saúde (MS). Nesse período, os 34 DSEI do país contam com uma força-tarefa, cuja missão é imunizar os indígenas e fortalecer a vigilância epidemiológica das doenças imunopreveníveis nas aldeias, além de intensificar as atividades de rotina que complementam esquemas de vacinação.

O MVPI teve início em 2005 e faz parte da Semana de Vacinação nas Américas, liderada pela Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS), que ocorre simultaneamente em outros países da América Latina. Aqui no Brasil, o MVPI está oferecendo 127,3 mil doses de vacinas contra diversas doenças, como hepatite B e A, rubéola, coqueluche, sarampo, caxumba, difteria, febre amarela, influenza e outras infecções bacterianas e virais graves, conforme previstas no Calendário Nacional de Vacinação dos Povos Indígenas.

Quase 2,5 mil profissionais participam das ações em todo o país. Eles integram as equipes formadas por médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem, cirurgiões dentistas, auxiliares de saúde bucal, Agentes Indígenas de Saúde, profissionais que compõem as Equipes Multidisciplinares de Saúde Indígena (EMSI) da SESAI. A logística desse esforço de vacinação é diferenciada e leva em consideração as especificidades da população indígena e as necessidades de transporte das equipes e insumos até as aldeias, seja por carro, barco, helicóptero ou avião.

DSEI Maranhão

O Distrito Sanitário Especial Indígena do Maranhão atende a uma população total de 37.012 indígenas que vivem em 467 aldeias atendidas por seis Polos Base. Trinta EMSI prestam assistência a populações indígenas dos 20 municípios abrangidos pelo DSEI, todos localizados no Estado do Maranhão.

Comunicação SESAI para a Agência Saúde
Atendimento à imprensa:
(61) 3315-3580

Assuntos em destaques

Fim do conteúdo da página