Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
    Você está aqui:
  1. Página inicial
  2. >
  3. Últimas notícias
  4. >
  5. Notícias SESAI
  6. >
  7. SESAI recebe Frente Parlamentar do Amapá contra o Feminicídio
Início do conteúdo da página

SESAI recebe Frente Parlamentar do Amapá contra o Feminicídio

Escrito por Gustavo Frasão | Publicado: Quarta, 08 de Maio de 2019, 17h16 | Última atualização em Quarta, 08 de Maio de 2019, 17h16

Secretária da SESAI ressaltou a importância das parlamentares estarem “levantando essa bandeira contra o feminicídio”, além de outras questões relativas a direitos humanos e políticas indigenistas

Foto: Luís Oliveira

Um grupo de cinco mulheres parlamentares do Amapá foi recebido nesta terça-feira (08/05) pela secretária Sílvia Waiãpi, titular da Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI), órgão do Ministério da Saúde (MS). Integrantes da Frente Parlamentar do Amapá contra o Feminicídio, as deputadas estaduais Cristina Almeida, Aldilene Souza, Edna Auzier, Telma Nery, Alliny Serrão e a deputada federal Aline Gurgel estiveram na Secretaria para buscar apoio para ampliar as ações de reforço ao combate ao feminicídio nas áreas indígenas do Estado.

Ao receber as parlamentares, Sílvia Waiãpi disse que estava muito feliz com a presença feminina amapaense na SESAI, principalmente por essa pauta do feminicídio. “Nós sabemos o quanto alguns choques culturais fazem com que as mulheres ou meninas indígenas possam ser cooptadas para a prostituição nas áreas de garimpo, nas beiras de estrada; e nós sabemos que essas mulheres podem ser assassinadas pelo fato de serem mulheres e pelo fato de serem indígenas”. A secretária ressaltou a importância das parlamentares estarem “levantando essa bandeira contra o feminicídio”, além de outras questões relativas a direitos humanos e políticas indigenistas. “Que a gente possa estar juntas discutindo legislação e atuação dos Estados no combate ao feminicídio”, enfatizou Sílvia.

Política de enfrentamento

A deputada estadual Aldilene Souza agradeceu à secretária Sílvia Waiãpi por ter recebido a Frente Parlamentar do Amapá contra o Feminicídio e esclareceu que no Estado há muitos registros desse tipo de crime, muitos dentro dos territórios indígenas. Por isso, o grupo de mulheres parlamentares “veio a Brasília para trabalhar pela criação de uma política de enfrentamento ao feminicídio, contando com a parceria da SESAI”. Para ela, é preciso estabelecer uma relação de equipe entre as mulheres parlamentares e aquelas que ocupam cargos estratégicos, “como é o caso da secretária Sílvia Waiãpi, para trabalharmos juntas contra o feminicídio, seja em áreas urbanas ou nos territórios indígenas no Amapá”, disse Aldilene Souza. Ela informou, ainda, que a Frente Parlamentar trabalha pela criação de uma procuradoria da mulher no Estado.

Fortalecimento de luta

A deputada federal Aline Gurgel enalteceu o encontro com a secretária Sílvia Waiãpi: “o que está acontecendo aqui é muito importante, porque a Câmara dos Deputados está fazendo uma grande interlocução com os poderes. Com certeza, esse encontro na Secretaria de Saúde Indígena fortalece essa interlocução com a bancada feminina da Câmara dos Deputados e da Assembleia Legislativa do Amapá. Também fortalece a nossa luta, a causa dos indígenas e o Amapá”. Para a deputada federal, é preciso que haja mais Brasil e menos Brasília, “e a gente está vendo isso ser cumprido pela secretária Waiãpi, que assumiu a SESAI há pouco tempo e já deixou o gabinete para fiscalizar pessoalmente o que tem sido feito pelos indígenas dentro do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI), conferindo de perto os problemas dessa população no Amapá. Aline Gurgel disse, também, que o apoio recebido pelas parlamentares gerou mais pedidos à SESAI. “A gente fica orgulhosa quando vê que a secretária já conhece bem a realidade; ela sabe o que está acontecendo no Amapá”.

Comunicação SESAI
Atendimento à Imprensa:
(61) 3315-3580

Fim do conteúdo da página