Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
    Você está aqui:
  1. Página inicial
  2. >
  3. Últimas notícias
  4. >
  5. Notícias SESAI
  6. >
  7. Profissionais do DSEI Alagoas/Sergipe recebem capacitação sobre Doenças Prevalentes na Infância
Início do conteúdo da página

Profissionais do DSEI Alagoas/Sergipe recebem capacitação sobre Doenças Prevalentes na Infância

Escrito por Gustavo Frasão | Publicado: Quarta, 10 de Julho de 2019, 11h48 | Última atualização em Quarta, 10 de Julho de 2019, 11h51

Ação realizada em parceria com o IMIP também capacitou profissionais do DSEI Pernambuco

Entre os dias 17 e 21 de junho, 16 profissionais do Distrito Especial Sanitário Indígena (DSEI) Alagoas/Sergipe participaram de uma capacitação em Atenção Integrada às Doenças Prevalentes na Infância (AIDPI). O curso foi realizado em parceria com o Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (IMIP), em Recife, e também foi aberto a profissionais do DSEI Pernambuco.

A capacitação é uma das ações previstas no calendário de educação permanente do DSEI-AL/SE. O curso foi ministrado pelas instrutoras Lúcia Helena Guimarães, médica pedriatra do IMIP, e Ana Paula Gomes da Silva, enfermeira do DSEI Pernambuco.

O AIDPI é uma abordagem desenvolvida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo fundo das Nações Unidas para a Infância e a Adolescência (UNICEF). Caracteriza-se pela consideração simultânea e integrada do conjunto de doenças de maior prevalência na infância ao invés do enfoque tradicional que aborda cada doença isoladamente, como se ela fosse independente das demais enfermidades que a atingem a criança e do contexto em que ela está inserida. Tem como finalidade promover uma rápida e significativa redução da mortalidade nesta faixa etária.

Atualmente existem profissionais capacitados na estratégia AIDPI nos treze polos base do DSEI Alagoas/Sergipe. O objetivo visado ao capacitar os profissionais é, principalmente, aumentar a resolução das doenças prevalentes na infância, principalmente as respiratórias, as diarreicas e os agravos nutricionais. Conforme informações do Sistema de Informação da Atenção à Saúde Indígena (SIASI), existe, no DSEI Alagoas/Sergipe, uma população de 1.321 indígenas de 0 a 4 anos, que são acompanhados pelo crescimento e desenvolvimento nos polos base.

 “A estratégia AIDPI fornece um olhar “materno” sobre as crianças que chegam ao polo. Aprende-se a enxergar a criança como um universo cheio de especificidades e não apenas a classificar uma patologia. Aprende-se a ter um olhar atento, ser resolutiva e ágil ao referenciar”,  disse a nutricionista Catherine Padilha.

DSEI Alagoas/Sergipe

O DSEI AL/SE é sediado em Maceió (AL) e atende uma população de aproximadamente 12.300 indígenas de 12 etnias distribuídos por dez municípios. São 30 aldeias atendidas por 13 polos base.

Por NUCOM Sesai
Atendimento à imprensa:
(61) 3315.3580

Fim do conteúdo da página