Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
    Você está aqui:
  1. Página inicial
  2. >
  3. Últimas notícias
  4. >
  5. Notícias SESAI
  6. >
  7. Secretário acompanha discussões nos Grupos de Trabalho da 5ª CNSI
Início do conteúdo da página

Secretário acompanha discussões nos Grupos de Trabalho da 5ª CNSI

Escrito por Leonardo | Criado: Terça, 03 de Dezembro de 2013, 10h11 | Publicado: Sexta, 24 de Janeiro de 2014, 10h12 | Última atualização em Terça, 03 de Dezembro de 2013, 10h11

O secretário Especial de Saúde Indígena, Antônio Alves de Souza, visitou nesta quarta-feira (3) os 20 Grupos de Trabalho do primeiro dia de debates da 5ª Conferência Nacional de Saúde Indígena (5ª CNSI). Neste primeiro momento, os delegados falam sobre a realidade da sua região e como as propostas apresentadas na Conferência podem melhorar a saúde nas aldeias.

Alves afirmou que durante a duração do evento quer acompanhar de perto os debates e ouvir pessoalmente as expectativas e opiniões dos mais de 1.500 participantes. “É um exercício de ouvir mais do que falar. É importante esse momento onde eles podem relatar individualmente as angústias que vivem”, afirmou o secretário.

Alexandre Alemão, indígena de São Gabriel da Cachoeira (AM), pertencente ao Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Alto Rio Negro, reforçou a necessidade desse diálogo, devido a especificidade das situações vivenciadas por cada comunidade. A liderança lembrou os problemas enfrentados na região.

“Nós enfrentamos muitas dificuldades para chegar até aqui, viajamos três dias de barco e avião para poder falar sobre os nossos problemas durante a Conferência. É muito bom poder conversar com o secretário”, afirmou o delegado.

Ao percorrer as salas, Alves explicou que é importante ter muita atenção na hora da aprovação das propostas. “Não podemos aprovar propostas no calor do momento, que não tenham resolutividade. As propostas devem ser coerentes para serem implementadas no futuro”, argumentou o gestor.

Somente para a gestão, os indígenas formularam 127 propostas. Para o secretário, esse número mostra que os indígenas têm plena compreensão da complexidade dos problemas enfrentados atualmente na Saúde Indígena. “Isso nos demonstra onde está o gargalo, e na visão deles é a gestão”, avaliou Antônio Alves.

Além da visita aos grupos, Alves também foi verificar o trabalho técnico das equipes de apoio da 5ª CNSI. Na sala da Comissão de Relatoria, ele pôde visualizar a forma como os relatores estão trabalhando, com o foco em manter a fidelidade das discussões nos documentos oficiais da Conferência. Clicando aqui é possível conferir as inovações propostas pela equipe de Relatoria da Conferência.

Por Francisco Assul
Foto: Luís Oliveira - Sesai/MS

Fim do conteúdo da página