Ir direto para menu de acessibilidade.
    Você está aqui:
  1. Página inicial
  2. >
  3. Últimas notícias
  4. >
  5. Notícias SESAI
  6. >
  7. Web Rádio Saúde - MAIS MÉDICOS: Programa vai beneficiar mais de 212 mil indígenas
Início do conteúdo da página

Web Rádio Saúde - MAIS MÉDICOS: Programa vai beneficiar mais de 212 mil indígenas

Escrito por Leonardo | Criado: Quarta, 04 de Dezembro de 2013, 10h20 | Publicado: Sexta, 24 de Janeiro de 2014, 10h21 | Última atualização em Quarta, 04 de Dezembro de 2013, 10h20

Tempo de áudio- 2min

LOC/REPÓRTER: Quarenta e sete profissionais cubanos do Programa Mais Médicos chegam na próxima semana a 16 Distritos Sanitários Especiais Indígenas. O anúncio foi feito nesta segunda-feira, em Brasília, durante a abertura da 5ª Conferência Nacional de Saúde Indígena. Com a chegada dos novos médicos, o programa vai beneficiar mais de duzentas mil pessoas, como afirma o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

TEC/SONORA: ministro da Saúde – Alexandre Padilha

"Nós já temos mais de 70 médicos do Mais Médicos que vieram de vários países do mundo para atender os povos indígenas que não tinham médicos. Agora, em dezembro, nós vamos chegar a mais de 120. Serão 122. Isso vai significar mais de 200 mil indígenas que viviam em aldeias que não tinham médicos e que, agora, conseguiram médicos. Nós, vamos até março do ano que vem levar ao todo 250 novos médicos para atender os povos indígenas".

LOC/REPÓRTER: Durante a abertura da 5ª Conferência Nacional de Saúde Indígena, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, assinou uma portaria que autoriza a compra de todos os remédios básicos da Relação Nacional de Medicamentos Essenciais oferecidos pelo SUS. São 800 tipos de medicamentos, desde analgésicos até remédios para tratar doenças respiratórias. De acordo com o ministro, a assinatura da portaria vai fazer com que os remédios cheguem mais rápido à população indígena.

TEC/SONORA: ministro da Saúde – Alexandre Padilha

"Com essa portaria que nós assinamos aqui, o DSEI já tem autonomia total para prescrever qualquer um dos 800 tipos de medicamentos que nós usamos no Sistema Único de Saúde. Isso é um avanço importante que vai facilitar, vai fazer que o medicamento chegue mais rápido na aldeia para o profissional".

LOC/REPÓRTER: A 5ª Conferência Nacional de Saúde Indígena acontece em Brasília, até o dia seis de dezembro. Para mais informações acesse: www.saude.gov.br/5cnsi.

Reportagem, Alexandre Penido

Fim do conteúdo da página