Ir direto para menu de acessibilidade.
    Você está aqui:
  1. Página inicial
  2. >
  3. Últimas notícias
  4. >
  5. Notícias SESAI
  6. >
  7. 5ª CNSI disponibiliza intérpretes de Libras para participantes
Início do conteúdo da página

5ª CNSI disponibiliza intérpretes de Libras para participantes

Escrito por Leonardo | Criado: Quinta, 05 de Dezembro de 2013, 10h25 | Publicado: Sexta, 24 de Janeiro de 2014, 10h26 | Última atualização em Terça, 04 de Fevereiro de 2014, 16h12

Intérprete librasA 5ª Conferência Nacional de Saúde Indígena (5ª CNSI), que acontece até sexta-feira (6), em Brasília (DF), disponibilizou uma intérprete da Língua Brasileira de Sinais (Libras) durante os debates, visando facilitar a comunicação entre os surdos e mudos que participam do evento.

Também na 5ª CNSI é possível perceber o cuidado com os indígenas portadores de deficiência locomotora, a exemplo da liderança indígena Paulo Titiá, que veio como delegado do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Bahia. “Também necessitamos de saúde, educação e trabalho diferenciados. Precisamos participar desses eventos para nos mostrar e apelar aos governos das três esferas. Queremos respeito com as causas indígenas especiais”, comenta.

O indígena acrescentou, ainda, que essa é uma luta de diversas etnias e merece atenção por parte daqueles que gerem a Saúde Indígena. “Eu venho trazendo uma bandeira que levantei, porque também sou especial. Tive paralisia nove meses após ter nascido. Já visitei muitas aldeias e encontrei vários índios com deficiências. Na minha são 78 índios especiais de todas as deficiências, que adquiriram ao nascer ou com a violência dos fazendeiros”, conta Paulo Titiá.

O conselheiro estadual dos direitos da pessoa com deficiência de Minas Gerais, Eutárquio José de Oliveira, também participa da 5ª CNSI e parabeniza a preocupação que a Sesai teve de incluir no evento os indígenas com deficiência. “Nós estamos participando, compartilhando e aprendendo juntos. Não sou indígena, mas vim somar a essa luta que deve ser estendida também aos índios. O que pude perceber é que aqui nessa Conferência os organizadores tiveram o capricho e a preocupação de facilitar e oferecer o acesso a todos os indígenas”, conclui.

Por Vivianne Paixão
Fotos: Luís Oliveira - Sesai/MS  

Fim do conteúdo da página