Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

INFORME AS DOSES E ESTOQUES DAS VACINAS EM SEU MUNICÍPIO ATÉ 30/11

Início do conteúdo da página

SGEP realizou Oficina Macrorregional de Políticas de Equidade do SUS para o Povo Rom

Escrito por Alessandra Bernardes | | Publicado: Quinta, 30 de Novembro de 2017, 14h23 | Última atualização em Quinta, 30 de Novembro de 2017, 14h23

 

Valorar e verificar os métodos tradicionais de cuidado à saúde do Povo Rom é um dos objetivos da atividade

Termina nesta quarta-feira (29), a Oficina Macrorregional de Políticas de Equidade do SUS para o Povo Rom (conhecidos como ciganos) em Camaçari/BA. A atividade, que começou no último dia 28, é uma realização da Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde (SGEP/MS).

Para a Diretora Substituta do Departamento de Apoio à Gestão Participativa e ao Controle Social (DAGEP/SGEP/MS), Wanessa Une, o evento é uma oportunidade de conhecer as especificidades da população cigana na região para elaborar ações de enfrentamento às iniquidades em saúde. “A equidade é um dos princípios do Sistema Único de Saúde. Precisamos saber das necessidades nos territórios para que possamos desenvolver cada vez mais políticas públicas efetivas e igualitárias para esta população”, destaca.

A Oficina tem os seguintes objetivos: verificar com a comunidade local questões relacionadas a agravos prevalentes no território, cuidado e tratamento para a construção de um sistema de contagem e controle dos mesmos; aplicar o Inquérito de Saúde nos diversos grupos e subgrupos, no intuito de verificar as necessidades e os determinantes sociais; valorar e verificar os métodos tradicionais de cuidado à saúde do Povo Rom; trazer os líderes (homens e mulheres) de grupos ou braços familiares a fim de averiguar e quantificar informações sobre nascimentos e mortes; e qualificar o estudo antropológico e pesquisa do território realizado pela professora doutora Jamily Cunha da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Foram convidados para participar da atividade representantes do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), da Secretaria de Desenvolvimento Social, da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (SEPROMI/Direitos Humanos/BA), da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento da Bahia e da Associação Internacional Maylê Sara Kalí (AMSK/Brasil).

Por Caroline Oliveira, do Nucom SGEP
Atendimento à imprensa
(61) 3315-3580 / 2745 / 2351

 

Fim do conteúdo da página