Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Dia D

Início do conteúdo da página

DAGEP participou do XI Seminário Nacional da Rede Nacional de Religiões Afro-brasileiras e Saúde no RJ

Escrito por alexandreb.sousa | | Publicado: Quinta, 28 de Junho de 2018, 11h47 | Última atualização em Quinta, 28 de Junho de 2018, 11h47

Entrega da medalha Tiradentes, audiência pública e apresentação da Política de Saúde da População Negra integraram a programação

Crédito: Valmir Ferreira Martins/AlerjDAGEP participou do XI Seminário Nacional da Rede Nacional de Religiões Afro-brasileiras e Saúde no RJ

O Departamento de Apoio à Gestão Participativa e ao Controle Social da Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde (DAGEP/SGEP/MS) participou nessa segunda e terça-feira (25 e 26) de atividades durante o XI Seminário Nacional da Rede Nacional de Religiões Afro-brasileiras e Saúde, em comemoração aos 15 anos de conquistas e desafios da Rede Nacional de Religiões Afro-brasileiras e Saúde (Renafro), no Rio de Janeiro/RJ.

No dia 25, parte da equipe responsável pela implementação da Política Nacional de Saúde Integral da População Negra (PNSIPN), participou da cerimônia de entrega da medalha Tiradentes em homenagem à José Marmo da Silva, na Assembleia Legislativa do Estado do RJ.

A medalha agraciou Marmo que teve sua trajetória baseada em serviços relevantes prestados à saúde da população negra. Marmo foi pioneiro na luta contra o HIV/Aids, projetou campanha personalizada para a educação/prevenção da HIV/Aids na comunidade afro-brasileira, com o uso de símbolos e imagens comuns ao candomblé para comunicar a importância de práticas sexuais seguras com o engajamento de líderes comunitários.

Devido ao árduo trabalho engajado em prol da saúde da população negra, o diretor do DAGEP, Marcus Peixinho, enalteceu a sua causa e reconheceu que ele é uma das referências para a saúde da população negra. “Ele teve grande importância para a construção tanto da Política de Saúde da População Negra, quanto no desenvolvimento de ações para a melhoria da saúde desta população dentro do SUS [Sistema Único de Saúde]”, destaca Peixinho.

A técnica da equipe responsável pela implementação da PNSIPN, Dandara Baçã, discorreu durante a audiência pública sobre os desafios para a saúde da população negra e correlacionou episódios familiares próximos à realidade de muitas famílias negras, que enfrentam dificuldades de acesso aos serviços de saúde devido ao racismo e aos determinantes sociais em saúde.

Com a mediação do deputado estadual do RJ, Carlos Minc, a audiência contou ainda com a participação do coordenador nacional da Renafro, Baba Diba de Iyemojá, da diretora executiva da Anistia Internacional no Brasil, Jurema Werneck e da pesquisadora da Universidade de São Paulo, Fernanda Lopes.

No dia 26, durante mesa redonda, o técnico da equipe responsável pela implementação da PNSIPN, Flávio Robin, discursou sobre os avanços e desafios da Política Nacional de Saúde Integral da População Negra e o enfrentamento do racismo religioso. A mesa contou também com a participação da técnica do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das IST, do HIV/Aids e das Hepatites Virais (DIAHV) da Secretaria de Vigilância do MS, Damiana Neto e do pesquisador do Instituto de Saúde de São Paulo, Luís Eduardo Batista.

“A parceria entre o DAGEP e a Universidade Federal de Pelotas visa fortalecer a implementação da Política de Saúde da População Negra, por meio dos núcleos da Renafro, e fomentar o acesso a melhores condições de saúde para comunidades de terreiro. É de suma importância a parceria com a Renafro”, destaca Peixinho.

Projeto

O DAGEP/SGEP/MS firmou, em parceria com a Universidade Federal de Pelotas, a execução do termo de execução descentralizada que tem como objetivo implantar um programa de capacitação afrocentrada para a interiorização e implementação da Política Nacional de Saúde Integral da População Negra por meio dos Núcleos da Renafro Saúde em comunidades de terreiro em diferentes regiões do país.

Por Caroline Oliveira, do Nucom SGEP

Atendimento à imprensa
(61) 3315-3580

Fim do conteúdo da página