Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Dia D

Início do conteúdo da página

Degerts participa da 39ª Reunião Ordinária do Fórum Permanente Mercosul

Escrito por Tatiana Teles | | Publicado: Quarta, 08 de Novembro de 2017, 12h25 | Última atualização em Segunda, 20 de Novembro de 2017, 17h10

Ministério da Saúde e conselhos de profissionais da saúde definiram metas para desenvolvimento de uma matriz mínima

Fotos: Nucom SGTES/MS

39ª Reunião Ordinária do Fórum Permanente Mercosul para o Trabalho em Saúde

               
O Departamento de Gestão e da Regulação do Trabalho em Saúde (Degerts) realizou a 39ª Reunião Ordinária do Fórum Permanente Mercosul para o Trabalho em Saúde.  A agenda de trabalho dos profissionais da saúde do Mercosul são periódicas e discutem as pautas que abrangem o tema da formação e atuação dos profissionais da saúde.

Com a participação de membros do Ministério da Saúde e dos conselhos de profissionais de saúde, a 39ª reunião teve como tema principal o Termo de Compartilhamento do Banco de Dados entre os conselhos e o Ministério, além do Informe das ações desenvolvidas na reunião da Subcomissão de Desenvolvimento e Exercício Profissional. Esse termo é importante para que, baseado em dados reais e em conjunto com os conselhos, o Ministério da Saúde possa desenvolver políticas públicas para os profissionais de saúde.

No próximo dia 13 de novembro haverá nova reunião entre as áreas de tecnologias das partes para definição da migração dos dados para o ministério da saúde.

FÓRUM PERMANENTE MERCOSUL - Institucionalizado por meio da Portaria n.º 929/GM, de 2 de maio de 2006, o Fórum é um espaço de diálogo e cooperação entre gestores e trabalhadores da saúde, sob responsabilidade institucional do Departamento de Gestão e da Regulação do Trabalho em Saúde (DegertsMS). O objetivo é construir uma posição comum do Brasil/Ministério da Saúde no que diz respeito aos itens da pauta negociadora da Subcomissão de Desenvolvimento e Exercício Profissional, por meio dos debates das instâncias integrantes do Fórum; apresentação das proposições que auxiliem a formulação de políticas para a gestão do trabalho e da educação em saúde que levem a uma maior cobertura e qualidade da atenção à saúde da população, prioritariamente nas regiões fronteiriças do MERCOSUL; e elaboração das propostas que auxiliem na definição e aplicação dos itens que compõem a agenda de trabalho. Composição do Fórum MERCOSUL Ministério da Saúde
Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (Degerts)
Secretaria de Atenção à Saúde (SAS)
Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS)
Secretaria de Gestão Participativa; (SGEP)
Coordenação Nacional do SGT nº. 11 “Saúde”
Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA)
Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ)
Fundação Nacional de Saúde (FUNASA)
Ministério da Educação
Ministério do Trabalho e Emprego
Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS)
Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS)
Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde (CONASEMS)

Por Ricardo Sanchez, do Nucom/SGTES
Atendimento à imprensa
(61) 3315-3580/2351/2745

Fim do conteúdo da página