Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Todas as crianças de 6 meses a menores de 1 ano devem ser vacinadas contra o sarampo

Início do conteúdo da página

SGTES recebe coordenadores do Programa Nacional Telessaúde Brasil Redes

Escrito por Gustavo Frasão | | Publicado: Sexta, 08 de Fevereiro de 2019, 17h15 | Última atualização em Sexta, 08 de Fevereiro de 2019, 17h15

Estiveram presentes na reunião os coordenadores de Núcleos do Ceará, Goiás, Minas Gerais, Pernambuco, Santa Catarina e São Paulo

A Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES) recebeu, nesta quinta-feira (7), coordenadores de Núcleos do Programa Nacional Telessaúde Brasil Redes para discutir sobre os rumos do programa na nova gestão. Estiveram na pauta do encontro ações para o fortalecimento do Telessaúde, a possibilidade de maior articulação entre as secretarias do Ministério da Saúde envolvidas com o tema, além do DataSus e do Fundo Nacional de Saúde.

Além disso, foram apresentados estudos de impacto, custo e eficiência dos serviços oferecidos pelos Núcleos. Um deles, exposto pelo professor Renato Minelli Figueira, do Núcleo do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), mostrou que a Oferta Nacional de Telediagnóstico em Eletrocardiograma (ECG) diminuiu o custo do exame de R$ 42,73 para R$ 7,80.

Participaram da reunião, além de Minelli, a secretária da SGTES, Mayra Pinheiro; o diretor do Departamento de Gestão da Educação na Saúde (Deges), Hélio Angotti Neto; os coordenadores do Deges Marcos Pélico, Lilian Leite e Vanessa Rezende; o médico e gestor Alessandro Vasconcelos; e os representantes dos Núcleos: Alexandre Tales (Goiás), Raquel Rolim (Ceará), Luiz Roberto de Oliveira (Ceará), Claudia Galindo (São Paulo), Maria Beatriz Alkmim (Minas Gerais), Maria Cristina Calvo (Santa Catarina), Magdala de Araújo (Pernambuco) e Cláudio de Souza (Minas Gerais).

O Telessaúde

O Programa Nacional Telessaúde Brasil Redes foi instituído por meio da Portaria do Ministério da Saúde nº 35 de janeiro de 2007, e redefinido e ampliado por meio da Portaria MS nº 2.546, publicada no dia 27 de outubro 2011. É coordenado pelas Secretarias de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES) e da Atenção à Saúde (SAS).

Possibilita o fortalecimento e a melhoria da qualidade do atendimento da atenção básica no Sistema único de Saúde (SUS), integrando Educação Permanente em Saúde (EPS) e apoio assistencial por meio de ferramentas e tecnologias da informação e comunicação (TIC).

Por NUCOM/SGTES
Atendimento à imprensa
(61) 3315-3580

Assuntos em destaques

Fim do conteúdo da página